Gary Sinise, famoso por ser o tenente Dan Taylor no clássico Forrest Gump, está lançando a sua biografia e relembrou momentos polêmicos da sua vida. O astro de 63 anos não escondeu nada da juventude para lá de rebelde.

O Radar Online revelou trechos do livro Grateful American: A Journey From Self to Service. Em uma das passagens, Sinise conta que desde criança mexia no armário de bebidas alcoólicas dos pais e com aos 13 anos começou a cheirar tinta com amigos.

Ainda aos 14 anos, o ator “ficou louco” e roubou o carro de um pai dos seus amigos. O caso não teve queixa registrada e o ator de Forrest Gump não teve que responder na justiça, mas acabou levando um belo castigo dos pais.


Tom Hardy se inspirou em Forrest Gump para nomear filho recém-nascido

Outro momento que chama atenção na obra de Sinise é o problema com álcool de sua esposa, Moira Harris, com quem está há 37 anos. Na década de 90, o ator teve que jogar todas bebidas da casa fora, até que em 1997 colocou a companheira em uma clínica de reabilitação.

No livro, o ator de Forrest Gump conta ainda que teve em seu personagem no filme a inspiração para criação da Gary Sinise Foundation. A organização ajuda veteranos de guerra afetados com ferimentos de combate, como é o caso de Dan Taylor no longa.

No aclamado filme de Robert Zemeckis, Tom Hanks interpreta Forrest Gump, um rapaz com sérios problemas de socialização e que adora contar histórias que vivenciou. Em 1995, o longa recebeu 13 indicações ao Oscar e faturou seis estatuetas (Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição e Melhor Efeitos Visuais).