Liam Neeson quebra o silêncio após entrevista polêmica: “Eu não sou racista”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Liam Neeson está tentando limpar a sua barra depois de uma entrevista desastrosa e polêmica. Nesta terça-feira (5), o ator apareceu no programa Good Morning America e tentou explicar a situação.

Tudo começou na segunda (4), quando o The Independent publicou uma entrevista com o ator. Durante a conversa, Liam Neeson admitiu que queria matar um homem que estuprou uma antiga amiga.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Ela lidou com o estupro da maneira mais extraordinária. Já minha reação imediata foi: ‘Sabe quem era? De que cor era?’. Ela me disse que era um homem negro. Comecei a andar de baixo para cima por aquelas áreas com uma arma, esperando encontrar alguém. Me envergonho dizendo isto, mas fiz isto por uma semana, esperando encontrar algum ‘bastardo negro’ que soubesse de algo para que pudesse matá-lo. Foi horrível. Nunca tinha admitido isto, e agora o estou fazendo com uma jornalista”, declarou o ator na ocasião.

Logo após a publicação, fãs acusaram Liam Neeson de ter dado uma declaração bastante racista. O ator comentou o fato.

“Eu não sou racista. Nós estávamos fazendo uma coletiva de imprensa e o tema do filme Vingança a Sangue Frio é vingança. É uma comédia com humor negro também e a jovem jornalista estava me perguntando, ‘Como você entra nesse papel?’, e eu lembrei do incidente de 40 anos atrás em que uma querida amiga minha foi brutalmente estuprada e eu estava fora do país. Quando eu voltei, ela me contou sobre isso”, explicou o ator.

Jornalista diz que foi ameaçada por Liam Neeson após entrevista polêmica

O ator justificou o seu comportamento com o ambiente da sua infância. Liam Neeson diz que cresceu em uma Irlanda do Norte que estava em guerra, mas garante que nunca foi parte da massa violenta.

Além disso, o artista disse que teria a mesma reação se uma pessoa com outra característica tivesse abusado sexualmente da sua amiga, que já faleceu.

“Se ela dissesse que era um irlandês, um escocês ou um britânico, eu sei que teria tido o mesmo efeito. Eu estava tentando mostrar honra e lutar pela minha querida amiga de uma maneira terrivelmente medieval”, declarou o ator.

Para finalizar a entrevista, a apresentadora Robin Roberts perguntou se o ator aprendeu algo com a situação.

“Em falar, falar abertamente, sobre essas coisas. Nós todos fingimos que somos politicamente corretos, eu digo, nesse país é a mesma coisa que no meu, às vezes você arranha a superfície e descobre o racismo e a intolerância, e essas coisas estão lá”, finalizou Liam Neeson.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio