Atriz envolvida em escândalo com presidente da Warner quebra silêncio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O The Hollywood Reporter publicou na quarta-feira da semana passada (6) uma gigantesca reportagem que expõe centenas de mensagens trocadas entre Kevin Tsujihara, CEO da Warner Bros Entertainment, e a atriz Charlotte Kirk.

De acordo com o THR, o conteúdo dessas mensagens incluía troca de favores sexuais para que Tsujihara alavancasse sua carreira em Hollywood e lhe conseguisse papéis em produções do estúdio.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma Aventura LEGO 2 | Warner Bros. não sabe explicar fracasso da animação em bilheteria

Após Tsujihara se desculpar, Charlotte Kirk escreveu uma declaração através do Deadline nesta quarta-feira (13) contando seu lado da história.

“Muita coisa foi escrita sobre mim na última semana, muita conjectura e boatos, e além de uma declaração inicial para o The Hollywood Reporter, eu permaneci em silêncio. Eu não posso mais fazer isso. É ruim o bastante ser definida por outros, mas quando a pessoa colocada na página não tem relação com quem eu sou, eu me sinto compelida a falar.

Primeiramente, eu quero deixar absolutamente claro que não tive nada a ver com a publicação dessa história. Muitos assumiram que eu de alguma forma fui responsável pelo vazamento das mensagens, e isso simplesmente não é verdade. Quando eu ouvir que o THR poderia publicá-las, eu implorei para que não fizessem, mas obviamente não foi o caso.

Segundamente, esses artigos se referem a eventos de seis anos atrás, em 2013. Eu era uma pessoa diferente na época. Eu tinha 19 anos, recém-chegada em Los Angeles e possivelmente um pouco arrogante e definitivamente muito ingênua. Eu reconheço que fiz escolhas ruins e me desculpo por isso, mas eu aprendi com meus erros desde então, e cresci como pessoa, mulher e atriz profissional.

Quanto aos últimos rumores ao redor do filme Hellboy, eles não fazem sentido. Neil Marshall viu minha audição e acreditou que eu era a melhor atriz para o papel, simples assim. O papel de Alice foi escrito para uma garota de East End de 26 anos com cabelo loiro e atitude – essa sou eu! Avi apoiou a decisão de Neil porque ele acreditava na visão do diretor para o filme. Infelizmente, ambos eram controlados por Larry Gordon, porque ele controlava os direitos. No fim, é o show business, e eu acabei fazendo o papel principal em Nicole and OJ”, escreveu Kirk.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio