Atriz está “muito triste” pela renúncia do presidente da Warner

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após Kevin Tsujihara renunciar de seu cargo como CEO de Conteúdo de Entretenimento da Warner Bros nesta segunda-feira (18), a atriz envolvida no escândalo, Charlotte Kirk, expressou lamento ao Deadline.

“Eu estou muito triste em ouvir a notícia de que Kevin Tsujihara está saindo da Warner Bros. Nossa relação acabou há muitos anos. A matéria publicada pelo The Hollywood Reporter não teve nada a ver comigo. Na realidade, eu tentei impedi-la. Quaisquer diferenças que tivemos no passado foram esquecidas há muito tempo. Eu só desejo o melhor para ele em futuros trabalhos”, disse a atriz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atriz nega teste do sofá com presidente da Warner: “Fiquei atraída por ele”

John Stankey, responsável pela divulgação das produções da Warner, liberou o seguinte pronunciamento: “É de nosso interesse que Kevin seja liberado de suas funções na empresa. Kevin contribuiu muito para o sucesso do estúdio, mas ele concorda que suas condutas são inaceitáveis e inconsistentes com a nossa empresa.” 

Kevin Tsujihara emitiu o anúncio de sua renúncia em um memorando enviado, exclusivamente, para os seus funcionários que lê-se:

“Ao decorrer desta semana, eu venho refletindo como minhas ações podem impactar negativamente a nossa empresa. Depois de refletir e de minhas conversas com John Stankey, eu decidi renunciar ao meu cargo.” 

O escândalo começou com uma matéria do  The Hollywood Reporter que publicou uma gigantesca reportagem que expõe centenas de mensagens trocadas entre Kevin Tsujihara, CEO da Warner Bros Entertainment, e a atriz Charlotte Kirk.

De acordo com o THR, o conteúdo dessas mensagens incluía troca de favores sexuais para que Tsujihara alavancasse sua carreira em Hollywood e lhe conseguisse papéis em produções do estúdio.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio