Michael Jackson pode ter corpo exumado após documentário polêmico, afirma site

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A repercussão do documentário Deixando Neverland pode fazer a justiça voltar a investigar Michael Jackson, que morreu ainda em 2009. A informação é do Radar Online.

De acordo com o site, 11 novas acusações de abuso sexual foram feitas contra o cantor a partir do documentário. Os casos teriam acontecido ao longo das últimas três décadas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As vítimas estariam se reunido e organizando um pedido de exumação do corpo de Michael Jackson. O objetivo é fazer um exame de DNA com as marcas deixadas nas supostas vítimas.

“Amostras de DNA retiradas de seus restos mortais podem provar que estão dizendo a verdade”, disse uma fonte ao site. As vítimas teriam entre 7 e 14 anos quando teriam sido abusadas.

Os Simpsons retira episódio com Michael Jackson após documentário polêmico

O documentário conta a seguinte história: “No auge de seu estrelato, Michael Jackson começou relacionamentos duradouros com dois garotos de 7 e 10 anos e suas famílias. Agora com 30 anos, eles contam a história de como foram abusados ​​sexualmente por Jackson e como chegaram a um acordo para ficarem calados anos depois.”

Ações judiciais movidas por Robson e Safechuck contra Jackson foram rejeitadas por um juiz em Los Angeles em 2017.

Deixando Neverland será exibido no Brasil em duas partes na HBO, nos dias 16 e 17 de março.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio