Desde 1994, em junho celebra-se no mundo inteiro o Mês do Orgulho LGBT, que tem o intuito de promover a igualdade, o respeito e a aceitação para a comunidade LGBTQ+.

Apesar disso, três homens em Boston, nos EUA, tiveram a ideia de promover a “Parada do Orgulho Hétero”, um evento que serviria como uma resposta à Parada do Orgulho LGBT.

Chris Evans, o Capitão América de Vingadores, ficou extremamente irritado com a iniciativa e usou seu Twitter para criticar o evento homofóbico.


“Wow! Que iniciativa legal, parceiros!! Mas só uma ideia, ao invés de uma parada do ‘Orgulho Hétero’, que tal a parada do ‘Estamos tentando desesperadamente esconder nossos pensamentos gays porque homofóbicos e porque ninguém nos ensinou a lidar com emoções quando eramos crianças’? O que vocês acham? Fica muito na cara?”, disse Chris Evans em seu Twitter.

Chris Evans pode ser visto como o Capitão América em Vingadores: Ultimato, que segue em exibição nos cinemas brasileiros.