Atriz de Capitão América diz que matou a mãe em legítima defesa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dias antes do Ano Novo, a atriz de Capitão América, Mollie Fitzgerald, foi presa pelo assassinato de sua mãe, Patricia, de 68 anos.

A atriz de 38 anos foi presa na cidade de Olathe, em Kansas (EUA), com a acusação de ter matado sua mãe com facadas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Reviravolta?

Agora, Fitzgerald reivindicou legítima defesa, de acordo com uma declaração criminal desenterrada pelo TMZ.

O novo relatório sugere que, desde a prisão inicial, a atriz “repetidamente disse à polícia” que não tinha escolha a não ser matar a mãe depois que foi atacada com uma faca.

As informações sugerem ainda que Mollie disse aos policiais que ela desarmou sua mãe antes de esfaqueá-la quatro vezes nas costas.

Um site de paparazzi sugere que um relatório de autópsia diz o contrário. “De acordo com a declaração, uma autópsia revelou que era a mãe de Mollie que estava se defendendo de um ataque de faca”, relata o TMZ.

“Ela tinha feridas nas duas mãos descritas como ‘lesões defensivas’. Uma das feridas quase arrancou o polegar da mão. Ela também estava com hematomas no rosto, nos lábios e no pescoço.”

Além disso, o relatório da autópsia sugere que o examinador médico “não encontrou ferimentos consistentes com Patricia tendo dado qualquer golpe ou tendo estado no controle da faca envolvida”.

Fitzgerald foi acusada de homicídio doloso em segundo grau e, desde então, foi autuada na cadeia do condado de Johnson com uma fiança de U$ 500.000. Se condenada, ela pode pegar até 54 anos de prisão.

O próximo julgamento acontece no dia 29 de janeiro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio