O longo caso judicial entre Johnny Depp e Amber Heard passou por reviravoltas chocantes.

O casal se divorciou em 2015 e, em 2016, Amber entrou com um processo contra Depp acusando-o de tê-la agredido.

Desde então, Depp tem convivido com acusações de ex e também um grande número de internautas o condenando pela suposta agressão.


No entanto, em fevereiro, o caso teve a grande reviravolta: em áudios divulgado pelo jornal Daily Mail, a atriz Amber admitiu ter agredido Depp na época.

Mais uma reviravolta

Agora, mais uma reviravolta aconteceu. Segundo o The Sun, Depp enviou uma série de mensagens de texto ao seu médico e, em uma delas, revelou que cortou o próprio dedo e culpou Amber.

No julgamento que move contra a ex-esposa por agressões, o astro havia dito que o corte tinha sido causado quando Amber jogou uma garrafa de Vodka nele.

“Eu cortei a ponta do meu dedo do meio… O que eu devo fazer!?? Além, é claro, de ir a um hospital…

Eu estou tão constrangido em me meter em qualquer coisa junto com ela… F***-SE O MUNDO!!! JD”, diz o texto datado de 7 de março de 2015.

12 dias depois, outra mensagem: “Obrigado por tudo. Eu cortei o meu dedo do meio como uma lembrança para que jamais corte o meu dedo outra vez!! Eu te amo, irmão. Johnny”.

Johnny Depp move dois processo contra Amber Heard, ambos pedindo US$ 50 milhões em indenização: um por agressões, e outro por difamação por ela ter publicado no The Washington Post um artigo no qual fala sobre as supostas agressões que sofreu.

Amber Heard viveu Mera no primeiro filme do Aquaman. Já Johnny Depp é mais conhecido por viver o pirata Jack Sparrow na franquia Piratas do Caribe.