O documentário (My) Truth: The Rape of Two Coreys (Minha Verdade: O Estupro de Dois Coreys) foi lançado nos Estados Unidos e causa enorme polêmica. O filme traz novamente uma acusação contra o ator Charlie Sheen, de Two and a Half Men.

A peça é do ator de Os Goonies, Corey Feldman, que prometeu divulgar os nomes de alguns assediadores e abusadores de Hollywood. O famoso diz ter sofrido abusos na infância na indústria do cinema.

Outra vítima teria sido o amigo de Feldman, Corey Haim (Os Garotos Perdidos), que morreu em 2010. Aqui é que entra a acusação contra Charlie Sheen.


A acusação contra Charlie Sheen

Feldman revelou no documentário que o amigo Haim relatou todo o caso de abuso. O estupro teria acontecido durante as gravações de A Inocência do Primeiro Amor, em 1986.

Sheen negou as acusações anteriormente. Mesmo assim, Feldman, em prantos no documentário, contou o que ouviu do falecido amigo.

“Não foi algo que ele disse por acaso. Não foi como, ‘Oh, aliás, isso aconteceu’. Ele deu muitos detalhes. Ele me disse, ‘Charlie me curvou entre dois trailers e passou lubrificante na minha bunda, então me abusou em plena luz do dia. Qualquer pessoa que passasse, qualquer pessoa poderia ver'”, contou o ator de Os Goonies no documentário.

Na época desse filme, Haim tinha apenas 13 anos, enquanto isso Charlie Sheen já estava com 19.

Quem corrobora a acusação de Feldman é a sua ex-esposa, Susannah Sprague. No documentário, ela confirma que ouviu a mesma história de Haim, que teria até acusado Charlie Sheen em outras ocasiões.

“Ele compartilhou comigo que foi abusado no set do filme quando era menor. Ele me disse que era o seu colega o abusador e depois disse que Charlie Sheen fez isso”, declarou a ex-esposa de Feldman no documentário.

Ator de Os Goonies também acusa colegas

Enquanto isso, Feldman relatou que também foi abusado sexualmente quando jovem em Hollywood. Um dos crimes teria sido cometido pelo ator Jon Grissom.

Grissom, que atuou com o astro de Os Goonies e Haim em Um Sonho Diferente, negou as acusações em um canal no Youtube. Os outros nomes citados pelo ator são de Alphy Hoffman, dono de clubes noturnos nos Estados Unidos, e o próprio ex-empresário dele, Marty Weiss.

Hoffman não se pronunciou, enquanto Weiss negou o caso no Twitter. Para o empresário, Feldman está inventando as acusações para que as pessoas acreditem no que aconteceu com Haim no set de A Inocência do Primeiro Amor.

(My) Truth: The Rape of Two Coreys ainda não tem previsão de estreia para o Brasil.