Uma ex-assistente pessoal de Amber Heard fez revelações chocantes ao The Blast sobre o relacionamento da atriz com Johnny Depp. Kate James descreveu a famosa como “completamente abusiva”. 

As declarações da assistente se tornam mais um capítulo do conturbado casamento de Johnny Depp e Amber Heard, que terminou em 2016, mas segue na mídia com constantes polêmicas. Kate trabalhou para a atriz justo na época do namoro e do casório. 

Amber Heard, longe de Johnny Depp, até o chamava de “velho”. Logo, Kate estranhou a relação. 


“No início, Amber não me disse que estava com Johnny e usava termos depreciativos para mencionar ele. Ela dizia que estava ‘namorando esse velho’ e coisas do tipo. Ela então revelou que era Johnny Depp e eu o conheci logo depois. Minha primeira impressão foi que ele era calmo, quase um pouco tímido. Ele foi muito agradável e gentil ao me conhecer”, contou a assistente. 

Amber Heard obcecada por Johnny Depp

A ex-assistente ainda contou que Amber Heard parecia estar obcecada por Johnny Depp. Na visão de Kate, a atriz de Aquaman parecia tentar imitar o marido. 

A profissional lembrou de uma vez em que Amber Heard comprou uma máquina de escrever para colocar no quarto apenas porque o ator de Piratas do Caribe tinha uma. A tendência de imitar Johnny Depp teria continuado no modo de se vestir. 

“Quando conheci Amber, seu estilo de roupa era formal. Logo depois, isso mudou. Ela tentava ter uma maneira boêmia de se vestir, usando mais jóias de prata, com um repertório de chapéus, que também parecia imitar Johnny”, contou Kate. 

Amber Heard e a relação com Johnny Depp

Ao The Blast, a ex-assistente de Amber Heard garantiu que o comportamento agressivo não existia apenas com Johnny Depp. Kate também seria alvo da atriz de Aquaman e não apenas o ex-marido da famosa. 

A profissional relatou que costumava ouvir gritos e reclamações constantes. Além disso, disse ter desistido do trabalho quando chegou “ao estresse extremo”, alegando que teve problemas de saúde por conta das exigências de Amber Heard

“Amber era constantemente abusiva, tanto verbal quanto mentalmente e costumava gritar comigo por causa de coisas pequenas. Ela ficava furiosa, ninguém podia argumentar com ela e mesmo que eu tentasse dar uma explicação, não achava que ela pudesse me ouvir porque era muita raiva”, revelou Kate. 

A ex-assistente também fez acusações preocupantes ao The Blast. Ela garantiu que a atriz de Aquaman se “gabava” por usar drogas e que costumava beber muito vinho. Amber Heard já chegou a fazer essas alegações contra o próprio Johnny Depp

“A variedade de drogas e uma grande quantidade de vinho significava que, quando eu acordasse de manhã, quase sempre haveria mensagens abusivas incoerentes enviadas de madrugada”, contou ainda Kate. 

Johnny Depp tinha comportamento calmo

Em contrapartida de Amber Heard, Kate apenas elogiou Johnny Depp. A ex-assistente comentou que nunca viu violência física entre o ex-casal, como foi descrito algumas vezes pela famosa. 

A ex-assistente também comentou que nunca viu evidências de machucados na atriz, sendo que trabalhou para Amber Heard na época em que os supostos casos de abuso teriam acontecido. Kate até mencionou que via a famosa quase nua, quando a ajudava a experimentar roupas.

Além disso, relata que a famosa de Aquaman era bastante ciumenta em relação a Johnny Depp. Kate, por exemplo, não podia ser vista conversando com o ator de Piratas de Caribe, por mais que o astro se mostrasse gentil. 

“Mais de uma vez tive que levar meu filho ao trabalho depois de buscá-lo na escola. Johnny sempre ficava com ele e ensinava violão. Ele era paciente e gentil. Eu nunca teria deixado meu filho com Johnny enquanto estava trabalhando se tivesse alguma preocupação com ele”, detalhou ainda a profissional. 

Por fim, Kate desabafou que considera o comportamento de Amber Heard com ela como “abuso”. Para a ex-assistente, a experiência foi um “exercício de humilhação diária” com uma atriz que é “uma valentona clássica”. 

Atualmente, a polêmica de Johnny Depp e Amber Heard continua na justiça. O ator processa a famosa por difamação, por conta de um artigo escrito por ela para o jornal The Washington Post, em que a artista descreve um relacionamento abusivo. 

Por mais que não tenha citado Johnny Depp, todos imaginaram o ator como alvo do artigo. Por isso, o astro acredita que Amber Heard tenha quebrado o acordo deles de divórcio.