Produtor recentemente condenado a 23 anos de prisão por estupro, sem contar outras inúmeras acusações de assédio sexual, Harvey Weinstein era muito próximo de Ben Affleck, ex-Batman, a ponto de o ator ser considerado um de seus “protegidos”. E aparentemente o astro estava ciente de todas as sujeiras que cercavam Weinstein.

Segundo os documentos judiciais obtidos pela Variety, Ben Affleck é um dos grandes nomes da “lista de alerta” do polêmico produtor. Harvey Weinstein guardou essa lista com os nomes de pessoas que poderiam confirmar para a imprensa sua má conduta sexual com as mulheres.

Cerca de 70 nomes estavam na lista, incluindo o próprio Ben Affleck e as acusadoras Rose McGowan, Zelda Perkins, Lysette Anthony e Rowena Chiu. Os representantes do ator e das outras figuras públicas não quiseram comentar sobre essa revelação.


Ator e produtor próximos

Ben Affleck teve sua carreira impulsionada em Hollywood por causa de Gênio Indomável, da empresa de produção de Weinstein, a Miramax. Depois, ele estrelou Shakespeare Apaixonado, também do produtor, e os dois tiveram outras parcerias ao longo dos anos.

Affleck já havia sido acusado de ter consciência sobre os crimes de Weinstein, sem nunca ter feito nada para impedi-lo ou colaborar com as acusações. Muito criticado, o ator respondeu que doaria todos os lucros residuais de seus filmes da Miramax e da Weinstein Company para instituições de caridade.

Nos cinemas, Ben Affleck deixou o papel de Batman em Liga da Justiça. Agora, o personagem será vivido por Robert Pattinson, em um filme que chegará em 25 de junho de 2021.