O Daily Mail revelou uma nova ligação de um polêmico caso envolvendo Johnny Depp e Amber Heard. Os famosos foram casados até 2016 e o divórcio segue ganhando novos capítulos.

A gravação revelada é uma ligação para a polícia em uma noite de 2016 que ficou conhecida na história do casal. Inicialmente, Amber Heard, relembrada por Aquaman, acusou o ator de agressão.

A noite, que teria contado com destruição da casa dos dois em Los Angeles (EUA), foi considerada decisiva no divórcio. No acordo, a atriz de Aquaman recebeu cerca de US$ 7 milhões.


Agora, a ligação, nos olhos de Adam Waldman, advogado de Johnny Depp, é mais uma prova de uma suposta tentativa de “emboscada” e “golpe” de Amber Heard contra o ator.

Após outras gravações, em que a atriz de Aquaman admitiu agredir Johnny Depp, a defesa do ator reforçou esse argumento.

Os famosos estão envolvidos em mais um processo. Johnny Depp pede US$ 50 milhões após um artigo escrito por Amber Heard ao The Washington Post.

No texto, a artista relata um caso de violência doméstica. Johnny Depp a processa porque, mesmo sem citar o ator, o texto dá a entender que tudo aconteceu na relação deles.

Nova ligação prova golpe?

O Daily Mail descreveu que a ligação é feita por uma mulher desconhecida. Ela quer fazer a denúncia de um caso de agressão, mas não é objetiva.

“Olá, eu quero reportar uma agressão que aconteceu na Brodway 849”, começa a mulher.

As autoridades pedem se ela estava no local, enquanto ela responde que não. Depois, a mesma mulher diz que “uma mulher” estava sendo agredida.

Os policiais tentam pedir informações sobre as identidades dos envolvidos. O máximo que ela é diz que “um homem (que cometeu o crime), é o que eu sei”.

Novamente, as autoridades a questionam. A pergunta é se a mulher testemunhou a agressão:

“Não, apenas acontece que eu sei e isso precisa ser anônimo”, continua a ligação.

Os policiais continuam a conversa. Ao forçar por mais respostas, a mulher diz que a suposta vítima “contou” para ela e que o nome da vítima é “Amber”.

Waldman, o advogado de Johnny Depp, acredita que a ligação foi feita por Raquel Pennington. A amiga de Amber Heard morava em um apartamento próximo da casa, que pertence ao ator.

“Simplesmente foi uma emboscada, um golpe. Elas tentaram armar ligando para polícia, mas a primeira tentativa não funcionou. Os policiais foram até a casa, fizeram uma busca e observaram, não tinha qualquer dano”, declarou o profissional.

Na mesma noite, câmeras mostram Johnny Depp deixando a casa, aparentemente tranquilo. Logo depois, os policiais chegam.

Amber Heard ainda não se pronunciou sobre a nova ligação.