Pedro Almodóvar expôs Madonna em um diário que escreve sobre sua vida pessoal durante a quarentena.

Segundo o site IndieWire, o diretor espanhol de 70 anos afirmou que a cantora já tratou ele e o ator Antonio Banderas como “idiotas”.

Almodóvar e Madonna se conheceram nos bastidores de Dick Tracy, durante uma visita ao set do cineasta. Posteriormente, eles se encontraram em uma festa em Madrid nos anos 90, enquanto Madonna fazia a turnê “Blond Ambition”.


O início da treta

Almodóvar relata que, na ocasião, Madonna só estava interessada em conhecer Banderas, que ficou famoso na época pelo filme Ata-me!

Mesmo assim, Pedro Almodóvar tentou conhecer melhor a rainha do pop e chegou a organizar uma festa para ela. Madonna, inclusive, gravou o evento e parte das filmagens foram parar no seu documentário Na Cama com Madonna, mas a cantora não pediu autorização.

“Ela não pediu permissão para usar nossas imagens e até me legendou, porque meu inglês não devia ser bom”, ironizou Almodóvar.

“Se tivesse sido o contrário, eu filmando Madonna e sua equipe e fazendo um filme com todo esse material, eu sofreria um processo judicial, e ainda estaria me recuperando disso. Madonna nos tratou como idiotas”, finalizou.

Madonna deu em cima de Banderas

No diário, Almodóvar lembra ainda que Madonna destratou a esposa de Antonio Banderas na festa – a cantora escolheu os lugares de todo mundo e optou por deixar a mulher sentada longe do marido.

“No final do jantar, Ana se aproximou da nossa mesa e disse sarcasticamente à loira: ‘Vendo você com meu marido, não me surpreende, todas as mulheres gostam dele, mas não me importo porque sou moderna’. Mas Madonna respondeu: ‘Sai daqui'”, relembrou o diretor.

Ainda segundo Almodóvar, Madonna usou ele para passar uma mensagem a Banderas, que não falava inglês na época. Madonna pediu para o cineasta perguntar ao ator se ele “gosta de mulheres que batam nele”.