O drama jurídico em torno da estrela de Aquaman, Amber Heard, e seu ex-marido, Johnny Depp, estrela de Piratas do Caribe, deu outra guinada após acusações chocantes contra a atriz, que alegou que Depp a abusou fisicamente durante seu tumultuado casamento de 18 meses.

Depp está atualmente processando Heard por difamação devido a suas alegações de abuso doméstico e parece haver novas evidências que sugerem que Heard falsificou alguns de seus supostos ferimentos pelas mãos de Depp que lhe permitiram obter uma ordem de restrição temporária contra o ator e, se isso for comprovado, a atriz pode pegar até três anos de prisão por falsificar evidências, de acordo com o International Business Times.

Os dois atores, que se conheceram durante as filmagens de Diário de um Jornalista Bêbado em 2011, se casaram em fevereiro de 2015. Heard pediu o divórcio em maio de 2016.


Ela obteve uma ordem de restrição temporária ao mesmo tempo, afirmando que Depp havia sido física e verbalmente abusivo para ela. O divórcio se estabeleceu em agosto daquele ano e foi finalizado em janeiro de 2017.

No entanto, em dezembro de 2018, Heard escreveu um artigo para o Washington Post, onde mais uma vez falou sobre Depp ser fisicamente abusivo. Logo depois, Johnny Depp entrou com um processo de difamação de US$ 50 milhões contra sua ex-esposa – curiosamente, Heard não usou o nome de Depp no ​​artigo, mas um juiz recentemente decidiu que Depp demonstrou suficientes provas que estava claro a quem Heard estava se referindo, então ainda era elegível para argumentar que era difamatório.

Forjou ferimentos?

Em questão agora, estão as alegações de Depp de que Heard usou maquiagem para pintar os hematomas que ela usou como evidência para obter a ordem de restrição temporária em 2016. O ator James Franco tornou-se uma figura-chave no caso, já que ele foi filmado em câmera de vigilância com Amber Heard nos dias anteriores e posteriores à obtenção da ordem de restrição.

Heard também alegou que Depp a agrediu e deixou com os dois olhos roxos antes de aparecer no The Late Late Show with James Corden em 2015, mas sua estilista, Samantha McMillen, desmentiu: “Durante o dia 16 de dezembro de 2015, eu pude ver claramente que Amber Heard não tinha marcas visíveis, hematomas, cortes ou ferimentos no rosto ou em qualquer outra parte do corpo.”

O Artigo 141 do Código Penal da Califórnia estabelece que é ilegal alterar, modificar, plantar, colocar, ocultar, fabricar ou mover qualquer questão física com a intenção de fazer com que alguém seja acusado de um crime. Outras leis que se aplicariam incluem oferecer evidências falsas sob o Código Penal da Califórnia 132 PC e preparar evidências falsas sob o Código Penal da Seção 134 PC.

As duas últimas leis são acusações criminais, enquanto a lei inicial é tipicamente uma contravenção, mas pode ser cobrada como crime.

As acusações criminais têm uma pena máxima de três anos de prisão. Mais detalhes, até o momento, não foram fornecidos.