Em entrevista ao The New York Times, Shailene Woodley, estrela da franquia Divergente, revelou que uma doença quase acabou com sua carreira de atriz.

“Eu não falei muito sobre isso publicamente ainda, e um dia eu irei, mas eu fiquei muito, muito doente no início dos meus 20 anos”, relembrou Shailene.

“Enquanto eu fazia os filmes de Divergente e trabalhava duro, eu também estava lutando com uma situação física profundamente pessoal e muito assustadora”, acrescentou.


A atriz seguiu falando do impacto que a doença trouxe em sua vida:

“Por causa disso, eu disse não a muitas oportunidades porque precisava melhorar, e esses trabalhos acabaram indo para colegas meus que eu amo. Eles tiveram muito sucesso, mas houveram algumas pessoas dizendo: ‘Você não deveria ter desistido disso!’ ou ‘Você não deveria estar doente!’ “.

“Eu estava em um lugar onde não tinha escolha a não ser me render e largar minha carreira, e isso trouxe à minha mente uma voz negativa que continuou girando por anos e anos depois”.

Superação

Shailene Woodley não quis dar mais detalhes sobre a enfermidade, mas agradece por ter sobrevivido à ela.

“Agora estou do outro lado, graças a Deus. Muitos dos últimos anos foram focados em minha saúde mental, e é um processo lento. Mas, por causa desse trabalho, me sinto muito fundamentada e enraizada em quem sou e muito consciente sobre tudo em minha vida. Seja minha carreira, meus relacionamentos ou meu próprio valor interno. Me sinto muito agradecida por ter andado nessa linha de fogo, porque agora sei para onde nunca mais quero voltar”, finalizou.

Recentemente, ela estrelou a segunda temporada de Big Little Lies e será vista a seguir no filme Endings, Beginnings, ao lado de Sebastian Stan e Jamie Dornan, que será lançado digitalmente em 17 de abril.