Evangeline Lilly, a Vespa de Vingadores: Ultimato, fez uma longa postagem no Instagram recentemente. A atriz da Marvel decidiu abrir o jogo para seus fãs sobre o que estava acontecendo com ela no ano passado.

Em luta contra a depressão, ela explicou toda a provação com suas próprias palavras.

Luta contra a depressão

“Ontem muitos de vocês disseram ‘morena’. Bem, aqui está ela, cerca de um ano atrás. Tive um ano traumático no ano passado, mas não queria compartilhar tudo isso com vocês, porque não queria ser uma nuvem negra no seu mundo. Tudo o que eu sempre quis foi colocar alegria no mundo. Adicionar luz do sol. Eu não queria que vocês estivessem tendo um bom dia e depois ficassem tristes com minha postagem. Mas luto profundamente com a sensação de que tudo o que sou é o que sinto que todo mundo quer e precisa que eu seja. Muitas vezes me sinto sozinha e invisível”, escreveu.


“Eu sempre soube que era forte. Eu acreditava que era forte o suficiente para conter toda a minha dor e todos os outros também. Então guardei tudo lá dentro, guardei para mim mesma e abri espaço para conter sua dor também. Eu me escondi publicamente e iluminei meus traumas mais profundos e ri diante da minha dor mais profunda. Até que no ano passado eu quebrei. De repente, fui forçada a enfrentar minha fraqueza e minhas limitações, meus traumas e medos. Fiquei sem opção a não ser aceitar que sou limitada ou… seguir um caminho de negação perfeccionista que inevitavelmente me mataria.”

“Eu estou saindo daquele lugar profundo, lentamente. Quando começo a respirar o ar fresco, começo a encontrar meu novo espaço, sinto-me desconectada de vocês. Sinto que não faz sentido compartilhar a luz quando vocês não conhecem minha escuridão. Sinto-me perdida e apática com esse espaço que compartilhamos. Mas eu me pergunto… vocês gostariam de aparecer na minha escuridão? A foto foi tirada pelo meu filho de quatro anos.”

Após Vingadores: Ultimato, a atriz deve voltar em Homem-Formiga 3.

Veja o post de Evangeline

View this post on Instagram

#fbf #flashbackfriday Yesterday many of you said “brunette”. Well, here she is, about a year ago today. I had such a rough year last year but I didn’t want to share all of it with you because i didn’t want to be a dark cloud in your world. All I’ve ever wanted to do was put joy in the world. To add sunshine. I didn’t want you to be having a perfectly good day and then have my post make you sad. But I struggle deeply with feeling that all I ever am is what I feel everyone else wants and needs me to be. I often feel alone and unseen. . I have always known I was strong. Strong enough, I believed, to hold all my pain and everyone else’s also. So I kept it all inside, kept it to myself, and made space in there to hold your pain, too. Publicly, I hid and made light of my deepest traumas and laughed in the face of my most profound pain. . Until, last year, I broke. Suddenly I was forced to face my weakness and my limitations, my trauma and fears. I was left with no choice but to accept that I am limited or…carry on down a road of perfectionist denial that would inevitably kill me. . I am coming out of that deep place, slowly. As I start to breathe the fresh air, as I start to find my new, limited footing, I feel disconnected from you. I feel it’s pointless to share the light when you don’t know my darkness. I feel lost and apathetic about this space we share. . But I ask myself…would you have wanted to come along in my darkness had I shared it? . 📷 taken by my four-year-old son #whenbabieshavecameras . #lightanddarkness

A post shared by Evangeline Lilly (@evangelinelillyofficial) on