A polêmica entre Johnny Depp e Amber Heard continua. Os famosos se separaram em 2016, mas o polêmico divórcio segue ganhando novos capítulos.

O Daily Mail voltou a revelar relatos sobre as agressões de Amber Heard feitas contra Johnny Depp. Os novos detalhes são sobre o ferimento que o ator de Piratas do Caribe teve em um dedo.

Nesse relato, Johnny Depp chega a comparar a aparência do ferimento no dedo com Vesúvio, o vulcão italiano que destruiu Pompeia. O comentário teria sido feito em 2018 pelo famoso ator.


“Eu tive que protegê-la na época, então tive que dizer que me machuquei com uma porta. Não foi o caso. Ela jogou uma garrafa em mim. A minha mão estava na mesa do bar… A primeira passou perto da minha orelha. A segunda era maior e atingiu em cheio o bar. A ponta do meu dedo foi cortada. O osso ficou completamente destruído. Parecia o Vesúvio. Tive infecções. Peguei bactérias duas vezes”, contou Johnny Depp.

Amber Heard ou os advogados dela não responderam aos novos relatos publicados. Johnny Depp também não se pronunciou.

Amber Heard presa?

O International Business Times afirma que Amber Heard, conhecida por Aquaman, pode ser presa por falsificar evidências. O fato teria sido descoberto no processo de difamação movido por Johnny Depp (veja mais aqui).

O ator processou a ex-esposa após Amber Heard ter escrito um artigo no The Washington Post. No texto, a famosa indicava que sofreu violência doméstica.

O nome de Johnny Depp não é citado. Mas, o artigo dá esse indicativo, tanto que o famoso teria perdido o papel de Jack Sparrow em Piratas do Caribe por conta das acusações.

Os dois atores, que se conheceram durante as filmagens de Diário de um Jornalista Bêbado em 2011, se casaram em fevereiro de 2015. Amber Heard pediu o divórcio em maio de 2016.

O processo movido por Johnny Depp pede uma indenização de US$ 50 milhões. A última decisão da justiça é de que o ator mostre provas concretas para que possa prosseguir com a acusação.