Michael Jackson morreu há pouco mais de dez anos, e ainda deixa saudades em fãs do mundo inteiro. O Rei do Pop teve uma carreira astronômica, marcada pelo talento, polêmicas e muito dinheiro.

O cantor continuou a ganhar dinheiro mesmo após a sua morte, e é até hoje uma das celebridades mais lucrativas do planeta.

O que muitos fãs não sabem é que Michael Jackson teria deixado um testamento secreto com instruções para o uso da fortuna.


O Observatório do Cinema revela o que aconteceu; confira abaixo!

Fortuna incrível 

De acordo com a Forbes, a fortuna de Michael Jackson, juntando seus ganhos de antes e depois da morte, equivale a um montante de 4,1 bilhões de dólares.

Desde sua morte em 2009, Jackson faturou 2,1 bilhões de dólares, mais da metade de sua fortuna total.

Só em 2016, as músicas e produtos de Michael Jackson renderam 825 milhões para o espólio do cantor. Ele também se tornou a celebridade morta mais bem paga de todos os tempos.

Quando morreu, a vida financeira de Michael Jackson não estava em ordem. O cantor tinha mais de 500 milhões de dólares em dívidas, valor que foi compensado após o lucro com suas vendas póstumas.

Testamento secreto 

A informação sobre o suposto testamento secreto de Michael Jackson vem de Raymone Bain, ex-empresária e assistente do Rei do Pop. Bain tinha uma relação próxima com o cantor, permanecendo ao seu lado em momentos difíceis como as acusações de pedofilia.

Segundo Raymone Bain, a família de Jackson não está fazendo o suficiente para gerir o legado e a fortuna do artista.

“Esse homem vem sendo uma vítima desde a sua morte, uma vítima em diversas ocasiões e chegou a hora disso parar”, afirmou a assessora, que trabalhou com Michael Jackson nos últimos oito anos antes de sua morte, em 2009.

Bain também disse que três anos antes de seu falecimento, Michael Jackson fez um testamento secreto, com instruções sobre a utilização de seus bens e dinheiro.

“Ele era metódico e preciso. “A vontade de Michael Jackson será descoberta. Ele delineou como queria que seu legado fosse preservado e mantido. Eu não tenho o documento, não sei onde ele está”, contou Bain.

Segundo a ex-assistente, a fortuna de Michael Jackson deveria ser utilizada para financiar ações de caridade e organizações artísticas.

“Mais de 10 anos depois de sua morte, eu não conheço nenhum programa de bolsas para universidades com o nome dele, nem um estúdio, faculdade ou hospital”, afirmou Bain.

Michael Jackson faleceu em 2009 aos 50 anos.