Todos sabem que Angelina Jolie é uma das maiores atrizes de Hollywood, mas poucos conhecem a infância bizarra que a atriz teve.

Trauma

Filha da atriz Marcheline Bertrandt e do ator Jon Voight, Angelina Jolie nasceu em 1975. Logo no início de sua infância, a jovem teve que lidar com a separação de seus pais, que trouxe consequências terríveis para ela.

Fragilizada com a separação – que aconteceu depois que Voight conheceu outra mulher – a mãe de Angelina Jolie se afastou da própria filha – muito por conta da semelhança física que ela tinha com o pai.


Por isso, Marcheline decidiu confinar a pequena Angelina Jolie em um apartamento extra que tinha no prédio em que morava. O local, que ficou conhecido como Torre de Marfim, era vigiado por uma equipe de babás que se revezava para cuidar da garota. O nome Torre de Marfim foi dado pelo fato de o lugar ser totalmente branco, desde o berço até as cortinas.

Marcheline mal visitava a filha, que só voltou a morar no apartamento da mãe e de James Haven – irmão de Angelina Jolie – aos três anos de idade.

A experiência deixou sequelas na pequena Angelina Jolie, que ficou extremamente introvertida. Já adulta, a atriz disse em diversas entrevistas que sua primeira memória da infância é uma das janelas da Torre de Marfim. Ela até tatuou uma janela em seu corpo para sempre se lembrar que ela estava livre dessa experiência e jamais precisaria olhar fixamente para uma janela de novo.

Veja fotos da infância de Jolie

Angelina Jolie poderá ser vista a seguir em Os Eternos, da Marvel, que estreia em fevereiro de 2021.