Michael Jackson é amado pelos fãs. Mas, a imagem do Rei do Pop ainda gera bastante curiosidade.

Por ser uma figura excêntrica e pelo tamanho da fama dele, Michael Jackson foi descrito de diferentes maneiras. Essa distinção de depoimentos aumenta ainda mais quando se trata do mundo da música e de Hollywood.

Quem apresenta uma visão diferente e polêmica sobre Michael Jackson é Elton John. Na biografia Eu, Elton John, o músico é bastante verdadeiro ao comentar sobre o que acha do Rei do Pop.


Os comentários de Elton John sobre Michael Jackson são intensos. A definição do cantor de Rocketman é que o Rei do Pop era uma “pessoa perturbada para estar por perto”.

Elton John, ao contrário de outros artistas, pôde acompanhar mais de perto Michael Jackson. Os dois se conheciam desde que o Rei do Pop era um adolescente.

Michael Jackson era perturbado?

Elton John descreveu que Michael era uma “criança adorável”. Porém, começou a ficar um pouco diferente quando cresceu.

“Eu conheci Michael Jackson quando ele tinha 13 ou 14 anos, ele era a criança mais adorável que você poderia conhecer. Mas, em algum ponto dos anos seguintes, ele começou a se distanciar do mundo e da realidade, como Elvis Presley fez”, destacou Elton John.

O músico ainda teorizou que o uso de remédios por parte de Michael Jackson pode ter ajudado em supostos comportamentos polêmicos do astro.

“Só Deus sabe o que passava pela cabeça dele e o que ele estava tomando, mas todas as vezes que vi ele nos últimos anos, pensava que o coitado tinha perdido os parafusos. Não digo de uma forma leve. Ele estava doente mentalmente, era uma pessoa perturbada para estar por perto”, completou Elton John.

Elton John ainda contou no livro que Michael Jackson parecia não saber lidar com adultos. Em uma festa que o convidou, o Rei do Pop simplesmente saiu e foi brincar com o filho do caseiro de Elton John.

“Por alguma razão, ele parecia que não conseguia ficar com adultos”, relatou ainda o músico.

Michael Jackson morreu em 2009. O Rei do Pop sofreu uma parada cardíaca por conta de uma overdose de remédios.