Lady Gaga apareceu recentemente no programa de rádio Apple Beats 1 de Zane Lowe para falar sobre uma grande variedade de tópicos, incluindo sua nova música e seus vários relacionamentos com Ariana Grande, Elton John e álcool. No decorrer da entrevista, Gaga também falou sobre as coisas que nos tornam todos notavelmente humanos em retrospecto.

Falando sobre Ariana Grande, a cantora de 34 anos, cujo nome verdadeiro é Stefani Germanotta, revelou que demorou um pouco para que a amizade delas realmente florescesse, principalmente porque ela tinha vergonha de seus próprios problemas pessoais e estava preocupada com o fato de que iria projetá-los em Ariana também.

Grande passou por muita coisa nos últimos anos, incluindo os atentados com bomba em Manchester e a morte de seu ex Mac Miller.


Gaga não queria aumentar a carga, dizendo: “Ela [Ariana] era tão persistente. Ela tentava repetidamente ser minha amiga.”

A cantora também admitiu: “E eu tinha vergonha de sair com ela porque não queria projetar toda essa negatividade em algo que era curador e tão bonito.”

Mas, felizmente, Grande não desistiu da amizade, Gaga admitiu.

“Eventualmente, ela me ligou. Ela achava que eu estava me escondendo. E eu admiti que realmente estava me escondendo. E então essa amizade floresceu.”

Isso acabou resultando na nova colaboração ‘Rain On Me’, que agora está disponível.

Problemas pessoais

Gaga também revelou que ela teve um relacionamento difícil com o álcool, dizendo: “Flertei com a ideia de sobriedade. Ainda não estou lá, mas flertei com ela durante todo o álbum.”

A cantora admitiu: “É algo que surgiu como resultado de eu tentar superar a dor que estava sentindo. Mas parte do meu processo de cicatrização estava acontecendo. Queria continuar bem sem ter que beber.”

Refletindo sobre seus demônios pessoais, como sua tendência a se machucar e sua crença de que ela “não merecia coisas boas”, Gaga revelou: “Essas são algumas das coisas pelas quais passei. E então eu parei e acabei me perdoando, mas acho que me perdoei porque decidi que era algo humano e isso me fez sentir melhor.”

Falando sobre seu novo álbum, Chromatica, que será lançado em 29 de maio, Gaga compartilhou: “Se você for ouvir este álbum e está sofrendo de alguma forma, saiba que esse sofrimento em si é um sinal de sua humanidade e você não está quebrado.”

A cantora também creditou o seu amigo Elton John por passar por momentos difíceis, dizendo: “Ele é meu mentor há muito tempo. Quero dizer, ele sempre me desafiou a manter minha cabeça acima da água e algo que eu sempre aprecio é que ele sabe quando estou triste. Ele simplesmente sabe.”

Ela acrescentou: “Elton sempre realmente me desafiou a cuidar de minha arte e a cuidar de mim mesma. E eu realmente honro isso nele. Ele é tão, tão especial. Ele é uma inspiração. Para mim, é uma inspiração. Foi tão importante porque também tenho um relacionamento muito próximo com o marido dele, David.”

Como mencionado anteriormente, o próximo álbum de Lady Gaga, Chromatica, será lançado em 29 de maio.