Após sua performance memorável no filme independente Juventude Assassina de 1986, Keanu Reeves se tornou uma das figuras mais proeminentes do cinema do século XXI.

A carreira do ator entrou em declínio em meados dos anos 2000 e atualmente vive uma de suas melhores fases.

O que muitos fãs não sabem é que o ator teve uma vida marcada por tragédias, acidentes e polêmicas.


Confira abaixo!

Uma infância difícil

Keanu Reeves nasceu em Beirute, capital do Líbano. O pai do ator abandonou sua família quando Reeves era um bebê, e depois foi condenado a dez anos de prisão por tráfico de heroína. A mãe do ator passou os primeiros anos da infância de Reeves se mudando com a família para lugares como Austrália e Estados Unidos, antes de se estabelecer no Canadá.

A morte de River Phoenix

Keanu Reeves e River Phoenix desenvolveram uma forte amizade no ser de Garotos de Programa, drama lançado em 1991. A relação teve um fim abrupto em 1993, quando Phoenix morreu de overdose causada por uma mistura de cocaína, heroína e Valium. O irmão de Joaquin Phoenix tinha 23 anos quando faleceu.

Trágico parto

No final dos anos noventa, Keanu Reeves começou a namorar Jennifer Syme. Na virada do milênio, o casal estava esperando a primeira filha. Infelizmente, a pequena Ava nasceu morta em um parto prematuro.

Uma segunda tragédia

Após a morte de Ava, o namoro de Reeves e Syme não durou muito. Em 2001, poucos meses depois do fim de seu namoro com Reeves, Syme se envolveu em um acidente de trânsito e acabou morrendo. O ator passou por uma série depressão após a tragédia.

Uma parada na carreira

Após participar de vários filmes independentes nos anos 2000, Keanu Reeves começou a perceber que já não era mais um dos atores mais importantes de Hollywood. As ofertas dos estúdios diminuíram e o ator passou um bom tempo fora dos holofotes, retornando a todo vapor com John Wick, lançado em 2014.

A decisão da Fox

Velocidade Máxima foi um dos grandes sucessos dos anos noventa, garantindo uma das maiores bilheterias de 1994 para a Fox. Quando Keanu Reeves se negou a participar da sequência para voltar a atuar no teatro, a Fox se vingou deixando o ator na geladeira por 14 anos.

O Observador

Devido a uma cláusula contratual, Keanu Reeves foi obrigado a atuar em O Observador, lançado em 2000, mesmo manifestando seu descontentamento com o roteiro e direção do longa. Além disso, o ator protestou por ter um salário bem menor que o de James Spader. As polêmicas no set não ajudaram a reputação do longa, que conta com apenas 10% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Falsas acusações

Em 2009, Keanu Reeves foi processado por Karen Sala, que afirmava ter um filho do ator. Para piorar, Sala testemunhou que Reeves havia usado hipnose para conceber a criança. Após um exame de DNA, o ator foi rapidamente inocentado de todas as acusações.

Invasões

Em setembro de 2014, a casa de Keanu Reeves foi invadida por fãs em duas ocasiões. Na primeira vez, o ator estava dormindo em sua biblioteca quando ouviu um som estranho. Ao acordar, percebeu que uma mulher desconhecida estava no local. A intrusa era uma fã, e só queria conhecer o ator.

A segunda ocasião aconteceu dias depois, quando o ator não estava em casa. Segundo um dos empregados da residência, uma mulher desconhecida pulou o portão da mansão, tomou banho na residência e pulou nua na piscina.