Rory Kinnear, conhecido pelos filmes de James Bond, principalmente 007: Operação Skyfall, e pela série Years and Years, revelou que a irmã, Karina, morreu aos 48 anos. A parente dele estava com o coronavírus (COVID-19).

O famoso escreveu um artigo emocionante para o jornal The Guardian. Kinnear comentou que o vírus atacou o estômago, pulmões e intestino de Karina.

O falecimento foi no dia 10 de maio. O ator de James Bond revelou que os médicos ajudaram a família a se despedir de Karina por chamada de vídeo.


Kinnear tocou uma das músicas preferidas de Karina. Além disso, o ator de James Bond se disse orgulhoso por tudo que aprendeu com a irmã.

Enquanto isso, a mãe de Kinnear leu uma história que Karina gostava. Kirsty, a outra irmã deles, também participou da chamada, dizendo que amava Karina.

“Nós queríamos estar juntos como uma família e sob as condições de lockdown, sabendo que reuniões virtuais não estão entre as habilidades mais fortes da minha mãe, foi tão bom quanto podíamos ter esperado”, escreveu o famoso.

Irmã teve vida de batalha

A irmã, como contou o ator de James Bond, teve uma vida de batalhas.

Karina teve danos cerebrais no nascimento, por falta de oxigênio. Depois, aos 19 anos, ficou paralisada da cintura para baixo. Por tudo isso, Kinnear garante que nunca descreveria a irmã como “fraca”.

“A capacidade pulmonar dela era tão baixa que sabíamos, dados ou relatos de efeitos, que a doença provavelmente seria incrivelmente perigosa para ela”, comentou o ator de 007.

O famoso de James Bond ainda declarou que Karina desafiou a medicina e os médicos. Tudo isso foi feito também com a força de vontade da mãe da família.

“Ela foi heroica e continua me inspirando. Na verdade, ela tinha um espírito demolidor, sempre encontrando alegria em atividades que se afastaram dela”, afirmou ainda o ator.

O ator volta em 007: Sem Tempo para Morrer, o novo filme de James Bond. Por enquanto, a previsão de estreia é para novembro de 2020.