Um grupo de celebridades brancas criou um vídeo para a internet em meio aos protestos do movimento Black Lives Matter (BLM). A ideia é participar da campanha I Take Responsibility — Eu Assumo a Responsabilidade, em tradução livre.

Um dos famosos participantes é Aaron Paul, conhecido por sua performance como Jesse Pinkman em Breaking Bad. Entre os colegas de profissão que aparecem no vídeo, Aaron chamou a atenção do público pela forma como se pronunciou.

A produção foi feita em parceria com a Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP), com o objetivo de falar sobre a posição passiva de pessoas brancas frente ao racismo. Dentre os nomes envolvidos estão Sarah Paulson, Kristen Bell, Stanley Tucci, Kesha, Julianne Moore e mais. Confira o vídeo abaixo.


Aaron Paul acabou sendo o mais comentado nas redes sociais por ter agido de forma que pareceu, para muitos, como se ele estivesse interpretando o personagem de Breaking Bad em um momento que deveria ser honesto.

Famoso parece interpretar um papel

Internautas se referem ao final do vídeo, quando o ator fala que “policiais que matam devem ser julgados, ele são assassinos” e que é hora de “falar sobre ódio, levantar-se e tomar uma atitude”. Para o público, esses segundos soam muito como Jesse Pinkman. Veja os comentários abaixo.

Todas as celebridades falam sobre agir, parar de ignorar o racismo ao redor e assumir responsabilidade por tudo que pessoas negras passam há anos. A internet comparou a mensagem ao vídeo que Gal Gadot fez, com vários colegas cantando Imagine durante a pandemia do coronavírus.

Alguns fãs acharam engraçado: “Perdi tudo quando Aaron Paul vira o Jesse Pinkman no final”. Outros apontaram que ele parecia estar concorrendo a um prêmio. “O Aaron Paul acha que pode ser indicado por isso? Ele está tentando demais… Além disso, agora que esse pessoal decidiu não ser mais cúmplices [do racismo]? Eles esperam uma medalha por fazer o mínimo em 2020?”.

A campanha I Take Responsibility pede para que mais pessoas brancas gravem vídeos similares e publiquem nas redes. O site oficial da campanha também lista entidades para que recebam doações e apoio.