Stephen Amell, conhecido por ser o astro de Arrow, foi acusado de racismo por alguns internautas e pela escritora de quadrinhos Tee Franklin. A acusação começou com o podcast do intérprete de Oliver Queen.

Os Estados Unidos registram vários protestos contra o racismo, que começaram após a morte de George Floyd. Por isso, muitos famosos estão voltados ao movimento.

Stephen Amell costuma apresentar o podcast dele, How’d You Do It?. Na edição em meio aos protestos, o ator de Arrow conversaria com Grant Gustin, o Flash do Arrowverso.


Por seguir com a programação dele, Stephen Amell foi acusado de ser racista. Depois, a gravação do podcast foi cancelada e o astro de Arrow explicou o motivo.

“Ele (Grant Gustin) me mandou uma mensagem muito educada e calma e disse que, com tudo acontecendo em Los Angeles, talvez esse não seja o momento apropriado para passar 45 minutos conversando sobre como ele se tornou uma estrela de televisão tão gigante e adorável”, diz o ator em vídeo. Confira abaixo.

Acusação contra ator de Arrow

Ao publicar o vídeo, um fã acusou Stephen Amell de continuar ganhando dinheiro com anúncios mesmo com o movimento Black Lives Matter (Vidas dos Negros Importam, em tradulção) acontecendo. Foi quando a escritora Tee Franklin começou a fazer as acusações.

“F*da-se Stephen Amell, ele está nos mostrando seu racismo por um bom tempo agora. E a esposa dele Cassandra Jean Amell também”, primeiro publicou a escritora.

A escritora continuou e também acusou Grant Gustin de ficar em silêncio durante os protestos.

“Grant Gustin também não se absolve, porque definitivamente não apoiou e falou por Candice Patton”, acusou Tee, ao citar a atriz que vive Iris em The Flash.

O astro de Arrow, então, respondeu a escritora. Stephen Amell disse que conversaria com ela para entender melhor a situação.

“Você me acertou em cheio. Espero que isso faça você se sentir melhor. Eu acabei de te seguir, então, se você precisar de algo ou quiser me ajudar a entender melhor, me ligue e podemos conversar”, escreveu o ator de Arrow.

Porém, logo depois, a escritora voltou a usar as redes sociais. Tee afirmou que “não educaria” o ator via DM (Mensagens Diretas) do Twitter.

A autora disse que depois de 12 horas, o ator mudou o avatar dele para um quadrado escuro e deixou de respondê-la e segui-la. “Privilégio branco é selvagem”, afirmou ainda a escritora.

A escritora também não ficou satisfeita com a resposta. Tee continuou acusando o astro de Arrow de racismo.

“Eu não sou a única mulher negra que te criticou, então eu sei que você já teve essas conversas. O silêncio é cúmplice, enquanto brincar de ser ignorante é ridículo. Você é pai e alguém com 30 anos, não é novo no racismo e se acredita que Toronto não é racista, esse é seu privilégio. Eu não deveria ter que ‘ajudar você’ a entender o que você faz e diz ser prejudicial. Essas são coisas que são um comportamento já aprendido”, respondeu Tee.

O ator de Arrow não voltou mais a responder a escritora. Confira abaixo.

Arrow chegou ao fim após 8 temporadas. A série pode ser assistida na Netflix.