A Marvel lançou no Twitter uma nota oficial da empresa sobre os protestos contra racismo que acontecem nos Estados Unidos. A empresa afirmou apoiar o movimento.

Os protestos nasceram após George Floyd, um homem afro-americano, ter sido brutalmente morto pelo policial Derek Chauvin. Além das redes sociais, os manifestantes também foram para as ruas nos EUA.

Na rede social, a empresa publicou uma imagem com a mensagem. A Marvel pede união no momento dos protestos.


“Nós lutamos contra o racismo. Nós lutamos pela inclusão. Nós estamos ao lado dos nossos colaboradores, contadores de histórias e criadores negros e com toda comunidade negra. Nós devemos nos unir e nos expressar”, publicou a Marvel.

A Marvel mostra apoio ao movimento assim como outras empresas do entretenimento. Antes, Netflix, Hulu, HBO e Amazon também demonstraram apoio.

Veja a publicação da Marvel abaixo.

Atores de Vingadores também apoiam

No Twitter, atores dos filmes da Marvel, principalmente dos longas dos Vingadores, também mostraram apoio aos protestos contra o racismo. O grupo focou em conseguir doações para o movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam, em tradução).

Chris Evans, o Capitão América da Marvel, foi um dos apoiadores. O ator de Vingadores compartilhou um link para doações.

“Seja mais do que falar. Eu continuo dizendo para mim mesmo, ‘Meu Deus, o que está acontecendo?’ Mas na verdade, não estou chocado. Não mesmo. Se você está chocado, você não tem prestado atenção”, declarou o ator.

O ator ainda contou que fez uma doação e pediu para os fãs fazerem o mesmo. Don Cheadle, o Máquina de Combate da Marvel, fez o mesmo e também compartilhou a mensagem aos seguidores.

Enquanto isso, Michael B. Jordan, de Pantera Negra, e Tessa Thompson, dos filmes de Thor e Vingadores, se juntaram aos protestos em Los Angeles, na Califórnia.

Confira abaixo.

O próximo filme da Marvel nos cinemas é Viúva Negra. O longa tem previsão de estreia para outubro.