Bryan Cranston é conhecido como um ator ético e respeitoso em Hollywood. O ator ganhou esses elogios com a carreira construída desde 1980.

Com Breaking Bad, o ator teve todo talento reconhecido. Após a famosa série, Bryan Cranston passou a fazer parte do grupo de atores mais requisitados de Hollywood.

Porém, a vida tem algumas surpresas. Cranston recebeu uma acusação que seria muito mais para Walter White, o personagem dele em Breaking Bad.


Na famosa série, Walter White é um tranquilo professor de química. Com câncer e se sentindo injustiçado, o homem vira um dos maiores traficantes dos Estados Unidos.

Breaking Bad foca muito em como Walter começa a ter uma queda moral. Na própria biografia, com o título A Life in Parts (Uma Vida em Partes), Cranston conta como quase teve um momento Walter White na vida real.

Antes da fama, Cranston e o irmão decidiram fazer uma viagem por toda América. Porém, tudo quase saiu do controle.

Acusado de assassinato

Por conta da viagem, Cranston e o irmão se tornaram suspeitos de um assassinato nos anos de 1970. O crime era muito comentado em programas noturnos na TV dos Estados Unidos.

Para sobreviver na viagem, o ator de Breaking Bad e o irmão pegavam diversos trabalhos. Um deles foi em Daytona Beach, na Flórida.

O astro de Breaking Bad e o irmão foram trabalhar em um restaurante polinésio, de um homem chamado Peter Wong. O chefe não tinha boa fama entre os funcionários, que brincavam que o queriam morto.

Na época, os irmãos Cranston deixaram o restaurante quando a época de alta temporada passou. Porém, ao mesmo tempo, Wong foi assassinado.

Por conta das circunstâncias, o ator de Breaking Bad e o irmão se tornaram suspeitos. Os dois foram até procurados pelas autoridades.

O pior era que os irmãos Cranston nem sabiam que eram investigados. Quando os dois voltaram para Daytona Beach, a dupla esclareceu toda situação e os dois foram inocentados.

Os fãs podem conferir Bryan Cranston como Walter White na Netflix. A plataforma tem todas temporadas de Breaking Bad.