Charlie Sheen praticamente desapareceu de Hollywood após o trabalho em Two and a Half Men. Porém, isso não se deve ao trabalho na frente das câmeras.

O ator está em Hollywood desde a década de 1970. Uma vida cheia de polêmicas parece ter cobrado um preço alto de Charlie Sheen nos anos 2010.

Após deixar a série na 8ª temporada, sendo que o programa durou até o 12° ano, Charlie Sheen começou a aparecer na mídia com diversos casos. Muitos deles eram histórias que envolviam a polícia.


Um surgiu em 2014, quando Charlie Sheen foi acusado de assediar uma assistente do dentista dele. O ator teria apertado os seios dela e ameaçado a mulher depois.

Os advogados da estrela de Two and a Half Men alegaram que foi uma má reação ao tratamento dentário. O processo foi por esse caminho, mas os casos não pararam de surgir.

Na época, todos relembraram o relacionamento do ator com Kelly Preston. Em um caso, ela foi baleada no braço. A atriz disse que o então noivo tinha feito, mesmo que acidental. Charlie Sheen nunca admitiu a culpa e respondeu que Kelly foi responsável pelo próprio acidente.

O relacionamento não durou. Essa parte da vida de Charlie Sheen, inclusive, é bastante conturbada.

Polêmicas em relações

Nos relacionamentos, Charlie Sheen também virou caso de polícia. O ator ameaçou matar uma ex-esposa, Scottine Ross.

A atriz processou o ator de Two and a Half Men por ele não ter contado sobre ter AIDS e os dois terem relações sexuais sem preservativo. Com isso, o ator fez as ameaças.

Um acordo foi feito em 2015, mas a polícia de Los Angeles precisou intervir após a ameaça do famoso.

Esse, porém, não tinha sido o primeiro caso dele. Em 2011, outra ex, Brooke Mueller, conseguiu uma ordem de restrição contra Charlie Sheen. Na época, a polícia chegou a retirar os filhos do casal da casa do pai, como ordenava a justiça.

O ator começou a ser pintado com uma personalidade agressiva. Muito disso pode ser explicado pelo abuso em drogas e álcool.

Em 2010, por exemplo, uma acompanhante de luxo ligou para polícia de Nova York. A mulher relatava que o ator estava furioso e destruiu o quarto de um hotel. Ao chegar no local, as autoridades comprovaram o fato e resgataram a profissional, que estava trancada em um banheiro.

O que se sabe é que Charlie Sheen está sóbrio desde 2018. Mesmo assim, as polêmicas continuam o perseguindo.

Em 2020, o famoso foi acusado de estuprar o ator Corey Haim. O ato teria acontecido no filme A Inocência do Primeiro Amor, de 1986, quando Charlie Sheen tinha 19 e o colega, 13.

A acusação foi feita por outro ator, Corey Feldman. Enquanto isso, Charlie Sheen jura que nada aconteceu. Corey Haim morreu ainda em 2010 e publicamente nunca tinha mencionado um caso como esse.

Atualmente, Charlie Sheen não está envolvido em nenhum projeto.