Ator de Two and a Half Men, Charlie Sheen tem a vida mais polêmica de Hollywood

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Charlie Sheen praticamente desapareceu de Hollywood após o trabalho em Two and a Half Men. Porém, isso não se deve ao trabalho na frente das câmeras.

O ator está em Hollywood desde a década de 1970. Uma vida cheia de polêmicas parece ter cobrado um preço alto de Charlie Sheen nos anos 2010.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após deixar a série na 8ª temporada, sendo que o programa durou até o 12° ano, Charlie Sheen começou a aparecer na mídia com diversos casos. Muitos deles eram histórias que envolviam a polícia.

Um surgiu em 2014, quando Charlie Sheen foi acusado de assediar uma assistente do dentista dele. O ator teria apertado os seios dela e ameaçado a mulher depois.

Os advogados da estrela de Two and a Half Men alegaram que foi uma má reação ao tratamento dentário. O processo foi por esse caminho, mas os casos não pararam de surgir.

Na época, todos relembraram o relacionamento do ator com Kelly Preston. Em um caso, ela foi baleada no braço. A atriz disse que o então noivo tinha feito, mesmo que acidental. Charlie Sheen nunca admitiu a culpa e respondeu que Kelly foi responsável pelo próprio acidente.

O relacionamento não durou. Essa parte da vida de Charlie Sheen, inclusive, é bastante conturbada.

Polêmicas em relações

Nos relacionamentos, Charlie Sheen também virou caso de polícia. O ator ameaçou matar uma ex-esposa, Scottine Ross.

A atriz processou o ator de Two and a Half Men por ele não ter contado sobre ter AIDS e os dois terem relações sexuais sem preservativo. Com isso, o ator fez as ameaças.

Um acordo foi feito em 2015, mas a polícia de Los Angeles precisou intervir após a ameaça do famoso.

Esse, porém, não tinha sido o primeiro caso dele. Em 2011, outra ex, Brooke Mueller, conseguiu uma ordem de restrição contra Charlie Sheen. Na época, a polícia chegou a retirar os filhos do casal da casa do pai, como ordenava a justiça.

O ator começou a ser pintado com uma personalidade agressiva. Muito disso pode ser explicado pelo abuso em drogas e álcool.

Em 2010, por exemplo, uma acompanhante de luxo ligou para polícia de Nova York. A mulher relatava que o ator estava furioso e destruiu o quarto de um hotel. Ao chegar no local, as autoridades comprovaram o fato e resgataram a profissional, que estava trancada em um banheiro.

O que se sabe é que Charlie Sheen está sóbrio desde 2018. Mesmo assim, as polêmicas continuam o perseguindo.

Em 2020, o famoso foi acusado de estuprar o ator Corey Haim. O ato teria acontecido no filme A Inocência do Primeiro Amor, de 1986, quando Charlie Sheen tinha 19 e o colega, 13.

A acusação foi feita por outro ator, Corey Feldman. Enquanto isso, Charlie Sheen jura que nada aconteceu. Corey Haim morreu ainda em 2010 e publicamente nunca tinha mencionado um caso como esse.

Atualmente, Charlie Sheen não está envolvido em nenhum projeto.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio