Confie nos seus instintos: essa é a moral da história quando se trata do sucesso de Dwayne Johnson (Velozes e Furiosos) em Hollywood. No início, foi uma luta para o ator mais popular do mundo – seus papeis não eram os melhores e os conselhos que ele estava recebendo de seus representantes na época não eram muito inteligentes.

Por fim, o astro fez as coisas do seu jeito e, confiando em seus instintos e entendendo o público, desempenhou um papel enorme em seu sucesso em Hollywood.

“Sim, estar no ringue é incrivelmente difícil, mas o escopo da audiência e do mundo que você entretém e é responsável no cinema agora é global. É por isso que exige um trabalho duro diário consistente e muito constante”, disse ao Cinema Blend.


“E também é muito importante confiar em seus instintos sobre o que o público realmente apreciará e amará. Essa é a coisa mais importante.”

Como descobrimos, ser ele mesmo provou ser crucial para a ex-estrela da WWE. O Observatório do Cinema vai dar uma olhada nos maus conselhos que ele recebia de seu pessoal naquele tempo e nos efeitos negativos que tiveram em sua carreira.

Carreira em risco

Foi dito a Dwayne Johnson que ele tinha que ser outra pessoa completamente depois de fazer a transição para Hollywood. Ele foi aconselhado a perder peso e, basicamente, mudar sua identidade, atendendo ao exercício aeróbico mais do que à construção muscular.

Ele perdeu uma quantidade drástica de peso, e também lhe disseram para se separar de qualquer associação com a WWE – a mesma empresa que ele adora e lhe trouxe toda a sua fama.

“Quando cheguei a Hollywood, eles não sabiam o que fazer comigo. Quero dizer, eu era meio-negro e meio-samoano, sem falar que era muito alto e pesado. Foi-me dito naquela época: ‘Você tem que ser de uma certa maneira. Você tem que perder peso. Você tem que ser alguém diferente. Você tem que parar de malhar. Você precisa parar de se chamar The Rock’.”

Apesar dos conselhos, ele continuou lutando no setor, tanto que se arrependeria de deixar a WWE. Tudo mudou para o astro quando ele decidiu ser o seu verdadeiro eu e deixar para trás os maus conselhos.

Dwayne Johnson decidiu não se conformar com o que Hollywood queria e valeu a pena.

“Eu fiz uma escolha, e a escolha foi: eu não me conformaria com Hollywood. Hollywood ia se conformar comigo. Então Hollywood se conformou comigo. A coisa mais poderosa que podemos fazer é sermos nós mesmos.”

Chega de perder peso ou ter que esconder suas tatuagens durante as sessões de fotos: tudo funcionou para Dwayne Johnson.

“Eu gosto de ir à academia. Eu gosto de dirigir minha caminhonete e talvez não queira morar em Hollywood. Talvez eu queira morar na Flórida. Talvez eu não queira usar um terno. Eu amo lutar e amo estar com os fãs, mesmo que eu não lute mais. Eu sou esse cara.”

Dwayne Johnson começou a conseguir os papeis que ele sempre quis e, o mais importante, ele usou seus grandes filmes para aumentar seu alcance global – ele agora é a celebridade mais lucrativa do Instagram, superando Kylie Jenner e ganhando US$ 1 milhão por apenas uma publicação.

Dwayne Johnson não voltará para Velozes e Furiosos 9, mas deve aparecer em Velozes e Furiosos 10. O primeiro estreia em abril de 2021, enquanto o segundo não tem data de lançamento.