J.K. Rowling não é exatamente a celebridade mais querida dos últimos tempos. Depois de realizar uma série de comentários transfóbicos nas redes, a autora de Harry Potter vem sendo duramente criticada.

A mais recente celebridade a responder os comentários de Rowling é ninguém menos que Miriam Margolyes, a profª. Sprout dos filmes de Harry Potter.

Em entrevista ao The Times, Margolyes expressou seu desgosto pelas falas de J.K. Rowling.


“Eu sei o que aconteceu”, disse a atriz de Harry Potter. “Ela tem uma visão bem conservadora sobre as pessoas trans. Eu não acho que eu tenho [uma visão assim]”.

“Não consigo entender. É uma questão de felicidade pessoal para as pessoas e acho que é nisso que devemos nos concentrar”, continuou Margolyes.

“Se você realmente quer se tornar uma mulher, você deve poder fazer isso. Você não pode ser fascista sobre isso. Acho que é confuso”, disse a atriz.

O início da polêmica

Toda a situação começou quando a escritora tirou sarro de uma reportagem que trazia a frase, “pessoas que menstruam”.

A autora de Harry Potter não parou por aí. J.K. Rowling disse “amar as pessoas trans”, mas que discordava dos fãs e que não poderia “apagar” o conceito de sexo biológico.

Muitos fãs, logo, se posicionaram contra a autora. Até mesmo atores da franquia, como Daniel Radcliffe e Emma Watson fizeram o mesmo.

Porém, J.K. Rowling manteve a posição dela e começou a argumentar com os fãs de Harry Potter. A escritora ainda se disse vítima de censura e internautas agressivos.

Por enquanto, a franquia segue nos cinemas com Animais Fantásticos 3. O derivado de Harry Potter tem previsão de estreia para novembro de 2021.