A atriz vencedora do Oscar, Olivia de Havilland, faleceu aos 104 anos. De Havilland era conhecida por vários papeis de filmes clássicos em seu tempo, incluindo interpretar Melanie Hamilton em E o Vento Levou.

Sua morte foi confirmada por sua publicitária, Lisa Goldberg, de acordo com o Hollywood Reporter. De Havilland morreu pacificamente em seu sono de causas naturais, disse Goldberg.

Ela estava em sua casa em Paris, onde vivia há mais de seis décadas, apesar de suas raízes profundas na indústria de entretenimento americana.


Atriz clássica

A atriz tem um legado longo e notável em Hollywood, abrangendo mudanças no meio da produção de filmes em si, bem como mudanças tectônicas na indústria nos bastidores.

Por tudo isso, ela permaneceu um pilar da indústria, conhecida por seus fortes princípios e por destemidamente falar a verdade ao poder.

De Havilland é mais conhecida pelos fãs por papeis em filmes clássicos do século XX, como Melanie em E o Vento Levou ou Maid Marian em As Aventuras de Robin Hood, ao lado de Errol Flynn.

Ela também estrelou Tarde Demais como Catherine Sloper, e A Cova da Serpente como Virginia Stuart Cunningham. Outros podem se lembrar de Havilland por sua transição para a TV, começando no final dos anos 1970 e início dos anos 1980.

Ela ganhou um Globo de Ouro por seu papel no filme Anastácia – O Mistério de Ana. No entanto, até então, ela passava a maior parte do tempo livre em Paris, França, vivendo o mais privadamente possível.

O último papel creditado na tela de De Havilland foi em 1988.

Olivia de Havilland deixa dois filhos, adultos que vivem entre a França e os Estados Unidos.