Danai Gurira, que interpreta Michonne em The Walking Dead, contou sobre um momento terrível que testemunhou quando tinha apenas nove anos de idade.

Em entrevista à Women’s Health, a atriz disse que testemunhou um ataque sexual a uma mulher na Universidade de Zimbabwe.

Em razão de sua idade, no entanto, a atriz de The Walking Dead não pôde falar em defesa da vítima, que estava sendo culpada pelo incidente.


Hoje com 42 anos, Gurira explicou o que aconteceu, explicitando uma realidade que, infelizmente, permanece atual até os dias de hoje.

“Algumas pessoas diziam, ‘bem, ela estava vestindo uma saia curta’ e coisas assim, e eu fiquei revoltada”, disse a atriz de The Walking Dead e Pantera Negra.

“Fiquei revoltada porque eu não tinha o vocabulário para combater o quão injusta essa era percepção sobre ela e sua situação, de como ela, de alguma forma, estava sendo culpada pelo próprio ataque que sofreu”, continuou.

Danai Gurira, também ativista contra a violência sexual, também falou sobre como não tinha voz naquele momento para fazer qualquer coisa.

“Eu não tinha as palavras necessárias para advogar por ela e advogar por como tudo aquilo foi errado”.

Outras causas

Mais recentemente, a atriz de The Walking Dead usou sua plataforma para apoiar o movimento Vidas Negras Importam, que gerou a onda de protestos após o assassinato de George Floyd, nos EUA.

“Acerca da luta por justiça racial, luta pela qual muitos dedicaram suas vidas ao longo de muitos anos, essa luta insistentemente negou essa vitória, mas eu ouso ter esperanças”.

“Esse é um momento que pode trazer verdadeiras mudanças e honras o trabalho daqueles que vieram antes. Eu desejo ajudar a tornar essa mudança real, de qualquer maneira possível. Isso é o que me inspira a continuar”.

Atualmente, Danai Gurira está tirando merecidas férias após a saída de sua personagem na décima temporada de The Walking Dead. Ela deve estrelar Godzilla vs Kong, ao lado de Millie Bobby Brown, de Stranger Things, e Alexander Skarsgaard.