Brad Pitt e Jennifer Aniston, a Rachel de Friends, foram casados por cinco anos, entre 2000 e 2005.

Na época, a mídia buscava incessantemente qualquer detalhe sobre esse casamento “perfeito”, tirando qualquer chance dos dois atores em ter qualquer tipo de privacidade.

Apesar dessa percepção utópica sobre o relacionamento de Brad Pitt e Jennifer Aniston, os dois sabiam que poderiam não ficar juntos para sempre.


De fato, esse reconhecimento mútuo da personalidade de cada um, e respeito sobre o que cada um queria para sua vida, é um dos elementos que possibilitou a manutenção da duradoura amizade entre os atores.

O pacto

Em entrevista à Vanity Fair, em 2004, a fim de promover o filme Tróia, Brad Pitt falou sobre seu relacionamento. Na época, como já foi dito antes, ele ainda era casado com a atriz de Friends.

“Nenhum de nós queria ser o representante do casamento feliz”, disse Pitt. “Digo o que eu não gosto: esse negócio de duas pessoas se tornarem uma, em que você perde sua individualidade”.

“Não prendemos um ao outro nessa pressão do felizes para sempre. Vamos descobrindo aos poucos. Sentimos como as coisas vão, ao invés de criar regras”, continuou Brad Pitt.

O ator ainda falou que ele e a atriz de Friends tinham uma espécie de pacto no seu relacionamento, reconhecendo que ambos poderiam não funcionarem em relacionamento monogâmicos para a vida toda.

“Jen e eu fizemos um pacto, que veríamos para onde isso vai. Não sei se realmente é da nossa natureza ficar com alguém pelo resto de nossas vidas”, disse o ator.

“Você segue adiante enquanto continua crescendo como pessoa. Quando isso morre, então nós morremos… ainda teremos a amizade; ainda teremos as risadas”, continuou Brad Pitt.

Apesar de terem se divorciado, Brad Pitt e Jennifer Aniston continuaram amigos ao longo dos anos.

Os mais recentes trabalhos de Jennifer Aniston e Brad Pitt incluem Era Uma Vez em… Hollywood e a série The Morning Show.