Johnny Depp divulgou uma foto de seu dedo, que ele afirma ter sido cortado quando a ex-esposa Amber Heard atirou uma garrafa de vodka nele, durante o tão aguardado julgamento por difamação contra o The Sun no Tribunal Superior de Londres. O ator está processando a publicação por tê-lo rotulado como “espancador de esposa”, chamando essas acusações de “doentes e completamente falsas”.

Como parte de sua defesa, os advogados de Depp incluíram uma lista de incidentes em que a atriz supostamente atacou Depp, incluindo uma alegação de que ela jogou uma garrafa de vodka nele, cortando o seu dedo, na Austrália em 2015. Seus advogados compartilharam uma foto de Depp na cama do hospital com um dedo machucado, bem como uma foto sangrenta do próprio dedo.

Você pode ver a foto, que o Observatório do Cinema adverte como gráfica, abaixo, juntamente com a imagem do ator muito machucado em uma cama.


Processo em andamento

Heard teria dito que a lesão ocorreu quando Depp jogou um celular na parede. Depp foi ao tribunal para contar seu lado da história, dizendo à corte: “Amber afirma que isto aconteceu no segundo dia de uma ‘situação de refém de três dias’.”

Ele continuou enquanto Heard o acusava de sujeitá-la a “uma variedade do que parecia tortura e outros abusos”, dizendo que as “alegações doentias são completamente falsas”. O ator de Piratas do Caribe alegou que Heard não foi ferida naquele fim de semana, mas ele sofreu ferimentos “graves”, incluindo o corte do dedo e “um cigarro queimado na minha bochecha”.

Ele acrescentou durante seu testemunho: “A gravidade desses ferimentos provocou a percepção pessoal da gravidade do abuso que a Sra. Heard me infligiu por tanto tempo. Eu não podia acreditar que tínhamos chegado a isso. Gostaria de saber o que mais ela poderia fazer comigo.”

Amber Heard, que estava no tribunal, deve apresentar provas para o jornal no final do julgamento. Em uma declaração enviada pelos jornais do News Group, os editores do The Sun disseram que demonstrariam “que a descrição de Depp como um ‘espancador de esposas’ é totalmente precisa e verdadeira”, segundo o Guardian.

Eles acrescentaram: “A acusação do artigo está correta – ou seja, Depp espancou sua esposa, Amber Heard, fazendo com que ela sofresse ferimentos significativos e, ocasionalmente, levando-a a temer por sua vida.”

Um representante de Heard também falou fora do tribunal, dizendo a repórteres que a atriz “nunca pediu” que esse julgamento acontecesse, e tentou “seguir em frente com sua vida depois de obter uma ordem de restrição à violência doméstica contra Depp em 2016”.

“Foi Johnny Depp quem interpôs um processo contra um jornal britânico e a arrastou para os tribunais do Reino Unido para dar provas de alguns dos momentos mais angustiantes de sua vida”, acrescentou o representante.

Mais informações sobre o processo de Johnny Depp contra o The Sun devem ser divulgadas em breve.