Além de proporcionar um final épico para a Saga do Infinito no MCU, Vingadores: Ultimato mostrou a morte de alguns dos heróis e vilões mais icônicos da Marvel. Fãs se despediram de personagens que povoaram os filmes da companhia por uma década.

O filme foi o mais bem sucedido de 2019, e contou com a maior bilheteria de todos os tempos.

Vingadores: Ultimato também contou com uma das despedidas mais emocionantes do MCU: a morte do Homem de Ferro. Tony Stark se sacrificou para salvar o mundo e os companheiros das forças de Thanos.


A escalação de Robert Downey Jr. para o papel do Homem de Ferro foi uma das melhores decisões da Marvel. Porém, na época de sua escolha, o ator era considerado uma aposta de risco por seus problemas com drogas e álcool.

Confira abaixo tudo sobre sua história!

Jornada difícil

Atualmente celebrado como o Homem de Ferro do MCU, Robert Downey Jr. passou por maus bocados nos anos 90. Viciado em drogas, o ator foi preso em 1996 após ser flagrado pela polícia em posse de heroína, cocaína e uma arma de fogo.

De acordo com o documentário Robert Downey Jr.: O Preço da Fama, o ator chegou a ser espancado na cadeia e enviado para a solitária, após se envolver em uma série de confusões com outros detentos.

“A luta de Robert Downey Jr. contra o vício foi uma parte importante de sua vida. Houve um período em que ele foi preso, enviado para a reabilitação, escapou, e depois voltou para a reabilitação”, afirma a jornalista Raha Lewis, que produziu o documentário.

A batalha de Robert Downey Jr. contra a dependência química começou cedo: aos 6 anos. Robert Downey Sr., pai do ator, era um importante cineasta, que simultaneamente ajudou a iniciar a carreira do filho e seu vício em drogas.

“Sempre haviam muitas drogas, muita maconha e cocaína perto de nós. Quando meu pai e eu usávamos drogas juntos, era como se ele estivesse expressando seu amor por mim. A primeira vez que usei maconha, tinha apenas 6 anos”, afirmou o ator.

O ator conseguiu ficar limpo em 1997, mas acabou tendo uma recaída, e após se negar a realizar testes de drogas, Robert Downey Jr. foi enviado novamente para a cadeia.

“Ele supostamente se envolveu em brigas e foi espancado. Depois, ele foi colocado na solitária”, afirmou o apresentador de rádio Kellie Rasberry.

Tudo mudou quando o ator conheceu a produtora Susan Levin, em 2003. Os dois se casaram em 2005 e tiveram dois filhos. O casal está junto até hoje.

Robert Downey Jr. é conhecido por não gostar de falar sobre os tempos sombrios de seu passado, chegando a abandonar uma entrevista em 2015 após ser perguntado sobre sua temporada na cadeia.