O TMZ afirma que o ator Johnny Ortiz foi preso por ser suspeito de uma tentativa de assassinato. Ao lado de outro homem, o artista teria tentado cometer o crime por estar ligado a uma organização criminosa.

O último trabalho de Johnny Ortiz no cinema foi justamente na franquia Breaking Bad. O ator esteve no filme El Camino: Um Filme de Breaking Bad.

Ortiz foi preso com um homem chamado Armando Miguel Navarro. Os dois tentaram matar Brian Duke, em uma briga entre gangues.


O TMZ afirma que Navarro seria o encarregado do assassinato. Porém, Ortiz estava envolvido em grau não revelado e por isso também foi preso.

O ator de Breaking Bad está preso desde maio de 2020. A justiça aceita libertar Ortiz sob uma fiança de R$ 6 milhões.

Antes da prisão, Ortiz parecia ter uma carreira promissora em Hollywood. O ator também aparece em McFarland dos EUA e Ali.

Família nega participação no crime

A família de Ortiz garante que o ator não tem envolvimento no crime. Para imprensa, uma nota garante que o ator de Breaking Bad sempre tentou ajudar a comunidade hispânica dos Estados Unidos.

“Johnny é tudo para a nossa família. Johnny faz de tudo para ajudar a comunidade e a comunidade hispânica especialmente. ele está na prisão lutando pelo seu caso em que é inocente”, afirma a nota.

A família até lançou um financiamento coletivo para arrecadar dinheiro para pagar a fiança. Na primeira audiência do caso, Ortiz também se declarou inocente.

Com o problema na justiça, Ortiz não está confirmado em nenhum novo projeto em Hollywood.

El Camino: Um Filme de Breaking Bad conta o que acontece com Jesse Pinkman após o final da famosa série. Inicialmente, o longa não deve ter uma continuação.

O filme de Breaking Bad está disponível na Netflix. A série também está na plataforma de streaming.