Hollywood está cheia de crianças que seguiram os passos de suas famílias famosas e entraram na indústria do entretenimento. Mas é um pouco diferente para Dakota Johnson (50 Tons de Cinza), já que quase todos que a criaram eram atores.

De sua avó Tippi Hedren a sua mãe, Melanie Griffith, e seu pai Don Johnson, ela está cercada por uma espécie de dinastia de Hollywood.

Além disso, sua mãe se casou novamente em 1996 com Antonio Banderas. E depois de quase duas décadas juntos, ele se tornou o segundo pai de Johnson, que ela ainda admira até hoje.


Um famoso padastro

Como afirmado acima, Johnson tem uma família muito famosa. Sua mãe e seu pai se conheceram no set do filme de Don Johnson, O Experimento Harrad.

Griffith foi um figurante no filme, já que ela tinha apenas 14 anos na época, e sua mãe co-estrelou com Johnson. Johnson tinha 22 anos.

Eles se casaram duas vezes; a primeira vez em 1976, quando ela tinha cerca de 20 anos, e a segunda vez em 1989. Foi quando Dakota Johnson nasceu.

O primeiro casamento durou seis meses, mas o segundo casamento durou cerca de sete anos.

Em 1996, Griffith se casou com Antonio Banderas, e foi quando seu casamento de 18 anos começou. A atriz de 50 Tons de Cinza tinha cerca de seis anos.

Griffith e Banderas se divorciaram em 2015 devido a “diferenças irreconciliáveis”.

Dakota Johnson e Banderas eram próximos devido ao fato de ele ser seu padrasto, e ainda estão após seu divórcio de Griffith. Em 4 de novembro de 2019, Johnson entregou a Banderas o prêmio de Melhor Ator no Hollywood Film Awards.

Ela fez um discurso sincero, onde disse que “teve muita sorte” por ter Banderas como padrasto.

Dakota Johnson estrelou a trilogia 50 Tons de Cinza e também trabalhou em filmes como Suspiria, Como Ser Solteira e A Batida Perfeita. Já Antonio Banderas atuou em longas como Dor e Glória, A Máscara do Zorro e A Balada do Pistoleiro.