As celebridades costumam aprender novas habilidades enquanto fazem um filme. Alguns se apaixonam por novos períodos de tempo ou itens relacionados a eventos históricos. Johnny Depp é um ator conhecido por suas coleções. Nem todo ator guarda lembranças de seus filmes, mas muitos o fazem.

Itens famosos guardados por atores em um filme ou série incluem Ryan Reynolds e seu traje de Deadpool e a coleção de espadas de Rory McCann em Game of Thrones.

Brad Pitt é outra celebridade que tem itens de seus filmes, e sua coleção é bastante impressionante. Não é surpreendente que Pitt tenha uma coleção de itens para mostrar.


Com um patrimônio líquido estimado em US$ 300 milhões, ele pode comprar tudo o que desejar. Essa é uma das vantagens de ser famoso. Ele nem sempre teve dinheiro, porém, e teve que trabalhar para ganhar sua fortuna assim como os outros atores.

Ele estreou suas habilidades de atuação no filme de 1987, Hunk – Um Pacto dos Diabos, mas talvez seja mais famoso por seu papel de destaque em Thelma & Louise, de 1991.

Agora, ele está fazendo filmes que arrecadam milhões. Seu filme de maior bilheteria até agora é Deadpool 2, acumulando incríveis US$ 324 milhões somente nos Estados Unidos. Com filmes como esse, não é surpresa que ele tenha dinheiro para gastar. Brad Pitt não ganha dinheiro apenas com seus filmes.

Ele também tem uma produtora, a Plan B Entertainment, que produziu 12 Anos de Escravidão e Os Infiltrados, para citar alguns filmes de sucesso. Ele também fez várias colaborações de marca, propagandas de produtos e um anúncio do Super Bowl.

Uma de suas coisas favoritas para comprar são motos.

Quer seja o passeio com o vento no cabelo ou a liberdade e emoção da aventura que fornecem, as motos são conhecidas por chamar sua atenção. Em geral, Brad Pitt tem uma coleção bastante impressionante de vários objetos de alto valor, de arte a itens de filmes.

Grande colecionador

Depois de estrelar o filme Bastardos Inglórios, Brad Pitt se interessou por itens nazistas e da Segunda Guerra Mundial. Isso levou à compra de uma relíquia nazista rara – uma moto de US$ 385 mil (mais de R$ 2 milhões, na cotação atual do dólar).

De acordo com o NY Daily News, esta moto era uma peça alemã de três rodas que já foi usada para missões de reconhecimento na Grécia. A moto tem uma história e tanto, chegando a um colecionador de motos em Atenas depois que os soldados nazistas fugiram de Creta em 1945.

Então, 20 anos atrás, foi vendida mais uma vez para um colecionador em Nova York. Yannis, o colecionador em questão, vendeu-a para Brad Pitt e revelou que “é uma maneira de pessoas ricas investirem seu dinheiro e também desfrutarem de seu hobby”.

Foi definitivamente um investimento ao preço que Pitt pagou, mas considerando que só restam cerca de 500 no mundo, é um investimento muito bom. Não é incomum que itens de filmes alcancem um grande preço.

A Ferrari de Curtindo a Vida Adoidado rendeu US$ 396 mil. Mas quando uma celebridade é quem faz a compra, pode chamar a atenção, e nem sempre do jeito certo.

Não se pode exatamente culpar os atores por se apaixonarem por relíquias antigas – diretores de cinema são famosos por irem atrás de objetos reais para fazer seus filmes ficarem ainda mais brilhantes.

E embora relíquias nazistas de qualquer tipo possam incomodar alguns fãs e Brad Pitt arrisca ofender alguns deles, não parece haver muita raiva em torno de sua compra da moto.

Atores não são as únicas pessoas que colecionam itens. Muitos amantes de cinema gastam fortunas para colocar as mãos em objetos de seus filmes ou séries prediletos para adicionar às suas coleções.

Brad Pitt recentemente venceu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Era Uma Vez em Hollywood. O filme foi dirigido por Quentin Tarantino.