Hoje em dia, é difícil de acreditar que Robert Downey Jr., astro da Marvel, já tenha se envolvido em tantos problemas.

Os anos 90 foram uma década intensa para o ator de Homem de Ferro. O vício em drogas o levou a situações extremamente complicadas.

O ator da Marvel era constantemente parado pela polícia por dirigir embriagado, mas nada se compara ao que aconteceu em 1996.


Naquele ano, Robert Downey Jr. foi detido pelo Departamento de Polícia de Los Angeles, que descobriu que ele estava portando uma arma, cocaína e heroína. O ator foi preso e conseguiu uma liberdade condicional, mas ainda assim não andava na linha.

Em 1999, após desistir de uma série de programas de reabilitação e não comparecer a testes de drogas, o ator foi sentenciado a 3 anos de prisão por um juiz da Califórnia.

Foi um choque para o público e, para muitas pessoas, a carreira do ator já havia chegado ao fim. Na cadeia, Robert Downey Jr. enfrentou como é a vida de um presidiário.

Vida na cadeia

Robert Downey Jr. revelou (via Things) que foi designado para uma cela com outros quatro homens.

Como ele havia sido o último a chegar, Downey Jr. era constantemente intimidado por seus companheiros de cela. Ele chegou a se envolver em uma briga que o fez ser enviado para a solitária.

Por ser famoso, Robert Downey Jr. recebia acusações de que era tratado de um jeito diferente por conta do “favoritismo”, mas segundo o ator, eles eram tão duros com ele quanto com os outros.

“O diretor assistente da cadeia me disse que, se eles tivessem algum problema de disciplina comigo, iam cair em cima de mim como uma tonelada de estrume”, contou o ator à Vanity Fair.

Robert Downey Jr. foi forçado a permanecer sóbrio em seu tempo na cadeia. E ele estava ficando cada vez mais magro e irreconhecível.

Quanto ao trabalho, o ator tinha turnos de 4 horas na cozinha. Ele contou que fazia coisas entediantes como descascar batatas.

Uma coisa curiosa é que Robert Downey Jr. recebia muitas cartas na cadeia e algumas delas eram de pessoas que ele nem mesmo conhecia, mas ele as respondia mesmo assim por puro tédio.

Robert Downey Jr. foi libertado da cadeia em 2000 depois que um tribunal de apelações decidiu que o juiz que havia comandado o caso cometeu um erro na sentença do ator. Ele era um homem livre de novo, mas estava “cancelado” em Hollywood.

Downey Jr. não tinha mais seguro como ator e não podia pagar por um, portanto as agências o evitavam. Ele contou com a ajuda do amigo Mel Gibson, que colaborou financeiramente para que o ator voltasse a trabalhar.

Depois de passar por uma série de novos programas de reabilitação, que desta vez funcionaram, Robert Downey Jr. estava de volta a Hollywood.

Recuperado, o ator foi escolhido pela Marvel para estrelar Homem de Ferro, filme que deu origem ao MCU em 2008. O resto é história.

Robert Downey Jr. se despediu de seu papel como Homem de Ferro em Vingadores: Ultimato, filme da Marvel que está agora disponível no Amazon Prime Video.