Conhecido por série na Netflix, jovem é preso com pornografia infantil

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jerry Harris, estrela da Netflix por conta da série documental Cheer, foi preso por produção de pornografia infantil nos Estados Unidos. A informação é da EW.

O famoso foi preso na manhã do dia 17 de setembro e deve ir para o tribunal no mesmo dia. Antes, o USA Today afirmou que Harris estava sendo investigado pelo FBI.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O homem que aparece na Netflix estaria entrando em contato com menores para solicitar nudes. O FBI não quis comentar a informação.

Outra informação é que irmãos gêmeos do Texas (EUA), de 14 anos, processaram a série Cheer e Harris no dia 15 de setembro. Os meninos, que não tiveram as identidades reveladas, fizeram acusações de abuso e exploração sexual.

Harris teria enviado mensagens com conteúdo sexual explícito, pedido nudes e também sexo oral para um dos irmãos.

Os representantes de Harris afirmaram que o famoso da série da Netflix era “um adolescente” na época que isso aconteceu. “Nós estamos confiantes de que quando a investigação terminar, os verdadeiros fatos serão revelados”, completa o comunicado.

A Netflix e a série Cheer ainda não se pronunciam.

Cheer na Netflix

A série documental acompanha de perto a equipe de cheerleaders da Universidade Navarro. A Netflix segue de perto a rotina e preparação de alguns estudantes.

O programa acompanha o duro trabalho para a disputa de uma competição da categoria. Harris se tornou um dos rostos mais conhecidos de Cheer.

O jovem era visto como um dos maiores motivadores da equipe.

Esse é apenas um dos problemas para uma possível 2ª temporada na Netflix. O outro é que o campeonato nacional das cheerleaders foi adiado por causa do coronavírus (COVID-19).

Cheer tem uma temporada na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio