Johnny Depp, que processa Amber Heard por suposta difamação, solicitou o adiamento do julgamento de janeiro para fevereiro de 2021. A atriz de Aquaman acusou o ex-marido de tê-la agredido enquanto eram casados.

O tribunal havia determinado que o julgamento aconteceria entre 11 de janeiro de 2021, a 28 de janeiro. Essa data coincide com as gravações de Animais Fantásticos 3, no qual Johnny Depp reprisará o papel de Grindelwald, principal antagonista da obra.

As gravações do filme já haviam sido adiadas em razão da pandemia do novo coronavírus, agora a Warner marcou o início das gravações para o começo de outubro, podendo se estender até fevereiro de 2021.


“Quando o Tribunal definiu a data do julgamento atual neste caso, o Sr. Depp entendeu que a Warner Bros. planejava filmar Animais Fantásticos e Onde Habitam 3 em Londres muito antes de 11 de janeiro de 2021”, diz o processo judicial (via Daily Mail)

“A COVID-19 atrapalhou os planos do estúdio, causando repetidos adiamentos. Com as condições em Londres tendo melhorado um pouco, a Warner Bros. definiu um cronograma de filmagens que conflita com a data do julgamento neste caso”, continua o processo.

Quebra de contrato

O processo ainda traz uma carta de Glenn A. Eckerle, VP sênior de assuntos jurídicos da Warner Bros.

Johnny Depp está atualmente programado para prestar serviços sobre o filme em Londres em uma base exclusiva, começando no início de outubro de 2020 e indo até meados de fevereiro de 2021”, diz um trecho da carta.

O processo ainda informa que Johnny Depp quebraria seu contrato, se não puder filmar a continuação de Animais Fantásticos.

“Embora o Sr. Depp esteja ansioso para ir a julgamento, ele enfrenta uma situação insustentável sobre a qual ele não tem controle. Portanto, existe uma boa causa para adiar a data do julgamento”.

O documento ainda informa que Amber Heard teria concordado em discutir o adiamento do julgamento, em 11 de setembro de 2020.

Recentemente, Johnny Depp esteve envolvido em processo contra o jornal The Sun, que o chamou de “espancador de esposa” em artigo.

O veredito desse processo ainda não foi anunciado, mas está previsto para setembro de 2021.