Michael Jackson e Lisa Marie Presley tiveram um curto casamento, permanecendo juntos por apenas um ano, entre abril de 1994 e dezembro de 1995. A filha de Elvis Presley revelou que seu ex-marido continuou em contato com ela e ainda disse que alguém estava tentando matá-lo.

Lisa Marie permaneceu em contato com Michael Jackson por anos e, depois decidiu sair totalmente de sua vida após uma última conversa, durante a qual o ex-marido fez algumas preocupantes alegações.

“[A nossa última] coerente, boa conversa foi em 2005. Foi uma conversa bem longa”, disse Lisa Marie Presley em entrevista à Oprah.


“Ele queria me dizer que eu estava certa sobre muitas pessoas ao seu redor. Que as coisas aconteceram exatamente como eu e ele havíamos discutido há alguns anos”.

Estranhas acusações

A partir daí, Michael Jackson fez alegações preocupantes, dizendo que alguém estava tentando matá-lo.

“Na parte final da conversa ele me disse que sentia que alguém tentaria matá-lo para conseguir o direito de suas músicas e sua herança”, disse Lisa Marie Presley. “E eu realmente não sabia o que fazer com isso”.

Ao ser perguntada se Michael Jackson citou nomes, a ex-mulher do Rei do Pop apenas respondeu:

“Ele me disse e eu não gostaria de revelar os nomes, mas ele expressou o medo pela sua vida”.

Lisa Marie disse que tentou alertar Jackson, durante seu casamento, que as pessoas ao seu redor não queriam o melhor para ele. Ela o chamava de “vampiros”.

Mas eventualmente aceitou que, como seu pai, Elvis, Jackson tinha muito poder sobre aqueles mais próximos dele e que jamais escutaria conselhos que não gostava.

Depois de Lisa Marie, Michael Jackson se casou com Debbie Rowe, com quem teve seus filhos.