Acusado de matar ator de Chiquititas segue solto; entenda

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Paulo Cupertino Matias, acusado de matar o ator de Chiquititas, Rafael Miguel, e os pais do artista, segue foragido. A prisão do suspeito não aconteceu no interior do Paraná no dia 28 de outubro, como havia sido informado anteriormente.

O esclarecimento foi feito aos jornalistas Marina Marini e Vinicius Boreki, do UOL, pelo delegado-geral da polícia de São Paulo, Ruy Ferras Fontes. O que acontece é que a Polícia Militar do Paraná teria recuado após a informação inicial.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No começo da tarde do dia 28, diversos veículos tinham noticiado que Cupertino foi preso no Paraná. Até então, tudo parece não ter passado de um engano.

O que levou à informação foi uma pista que surgiu. A polícia descobriu que o acusado de matar o ator de Chiquititas fez um documento falso na cidade de Jataizinho, no Paraná.

Por enquanto, as investigações continuam.

O crime contra a família do ator

Rafael Miguel e os pais, João Alcisio Miguel e Miriam Selma Miguel, foram assassinados em junho de 2019, em São Paulo. A motivação seria o namoro do ator de Chiquititas com a jovem Isabela Tibcherani.

No dia do crime, o trio foi até a casa da jovem. Cupertino, o suspeito, é pai de Isabela e não aprovava o namoro da filha com o artista.

Por conta disso, teria baleado Rafael Miguel e também os pais dele. Após o crime, Cupertino não foi mais visto pelas autoridades.

Atualmente, o homem é acusado de homicídio triplamente qualificado.

Em Chiquititas, Rafael Miguel ficou conhecido por ser o Paçoca. Atualmente, a série infantil está disponível na Netflix e em exibição no SBT.

Confira abaixo como estaria a aparência do suspeito.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio