Com uma carreira de mais de 30 anos, Angelina Jolie se estabeleceu com uma das atrizes mais conceituadas de Hollywood, na frente e por trás das câmeras.

Descrita como “uma das figuras mais influentes da indústria do entretenimento”, Jolie também é conhecida por seus importantes trabalhos humanitários, principalmente na defesa dos refugiados.

Em seu casamento com Brad Pitt, Angelina Jolie teve 6 filhos: Maddox, Pax, Zahara, Shiloh, Vivienne e Knox.


Em uma entrevista, a um jornal alemão, a atriz falou sobre como encara atualmente suas relações amorosas; confira abaixo!

Sem monogamia

Desde sua ascensão aos altos escalões de Hollywood, Angelina Jolie tem em sua vida pessoal um dos assuntos preferidos dos paparazzi e da mídia em geral.

Atualmente separada de Brad Pitt, a atriz já se envolveu em vários affairs que chamaram a atenção do público e contou com uma vida amorosa conturbada e cheia de polêmicas.

Considerando a história de romances da atriz, que passou por Jonny Lee Miller, Jenny Shimizu e Billy Bob Thornton, antes de alcançar Brad Pitt, não é exatamente uma surpresa o fato da atriz não ligar muito para monogamia.

“Eu duvido muito que a fidelidade seja absolutamente necessária em relacionamentos”, afirmou a atriz em um papo com o jornal alemão Das Neue Blatt.

A atriz explicou seu raciocínio afirmando que existem atitudes piores em uma relação amorosa do que traições.

“Acho que é pior você abandonar seu parceiro e falar mal dele depois”, contou a atriz.

Na época, Angelina ainda era casada com Brad Pitt, só vindo se divorciar do ator uma década depois.

“Nem eu nem o Brad clamamos que viver juntos significaria ‘uma prisão’. Sempre fazemos questão de não restringir as liberdades alheias”, explicou a atriz.

Casados oficialmente em 2014, após 9 anos de namoro e noivado, Angelina Jolie e Brad Pitt se separaram em 2016.

Até hoje, o casal briga pela custódia definitiva dos 6 filhos.