Filha de Michael Jackson homenageia Eddie Van Halen e revela segredo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O mundo da música foi pego com uma triste notícia no dia 6 de setembro. A lenda do rock, Eddie Van Halen, morreu aos 65 anos após uma luta contra o câncer na garganta.

O músico recebeu homenagem de diversas figuras. Uma delas é a filha de Michael Jackson, Paris.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sabe-se que Eddie Van Halen é o dono do icônico solo de Beat It, de Michael Jackson. Porém, Paris se emocionou ao contar a experiência pessoal dela em relação ao músico.

Para modelo e cantora, a banda do guitarrista foi fundamental para o crescimento dela.

“Wow, isso me ferrou. Esse homem aqui tem um grande impacto nos meus anos de formação. Quando estava descobrindo quem eu era, o que eu gostava, o que não gostava, minhas fraquezas e minhas qualidades, bandas como Van Halen, Mötley Crüe,  Def Leppard, etc. estavam na minha trilha sonora”, revelou a famosa.

A filha de Michael Jackson ainda encerrou a homenagem contando que tem uma tatuagem do Van Halen.

“Obrigado, senhor, por mudar o jogo para sempre e o rock. Um verdadeiro guitarrista, um verdadeiro músico e uma verdadeira lenda. Eu vou usar a minha tatuagem de Van Halen com orgulho para sempre. Descanse na transição”, completou a famosa.

Confira a publicação abaixo.

Relação de Michael Jackson e Eddie Van Halen

Van Halen tocou o solo de guitarra de Beat It, canção de Michael Jackson, de graça e demorou apenas meia hora para gravar o solo de 20 segundos da música, mas são suas outras contribuições para essa faixa que merecem o destaque. 

Segundo Robert Pasbani, do Metal Injection, Van Halen foi entrevistado pela CNN em 2012 e deu algumas informações sobre a criação da música. 

O guitarrista perguntou o que queriam que ele fizesse e a resposta foi simplesmente: “o que você quiser fazer”. Ao escutar a música, ele decidiu fazer algumas mudanças. 

“’Eu posso mudar algumas partes?’, perguntei ao engenheiro de som e disse, ‘Ok, corte essa parte, vá para essa parte, antes do refrão, para o refrão, tire isso fora’”.

“Demorou a ele uns 10 minutos para mudar tudo. E eu improvisei dois solos”, disse o guitarrista.

“Eu estava terminando o segundo solo quando Michael entrou [no estúdio]. E, sabe, artistas são meio malucos. Somos todos um pouco estranhos. Eu não sabia qual seria sua reação. Então o alertei antes dele escutar”.

Eddie Van Halen continuou, falando sobre como não sabia o que esperar em relação à reação de Michael Jackson

“Na minha mente, ele iria fazer seus seguranças me colocarem para fora, por massacrar sua canção, ou ele iria gostar”.

“Então ele escutou, virou para mim e disse, ‘wow, muito obrigado pela paixão de não só criar um solo, mas por efetivamente se importar com a canção e torná-la melhor”. 

O resto é História, Beat It acabou se tornando uma das canções mais famosas de Michael Jackson e Eddie Van Halen certamente merece parte dos créditos. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio