Michael Jackson era uma figura extremamente ocupada. Entre escrever canções, gerenciar todas as suas propriedades (ele comprou os direitos de boa parte das canções dos Beatles, por exemplo), gravar clipes, e mais, parece que ele não teria tempo para atividades mais “comuns”. Mas, na realidade, ele demonstrou um talento para culinária.

Em entrevista à Rolling Stone (via Danica Lo, do Food & Wine), a filha do Rei do Pop, Paris Jackson, revelou que o artista era um ótimo cozinheiro.

“Ele arrasava na cozinha”, disse Paris à revista. “Seu frango frito é o melhor do mundo. Ele me ensinou a fazer torta de batata doce”.


Com isso, agora sabemos que Michael Jackson sabia cantar, dançar e cozinhar. A filha do cantor também revelou que o pai era bem rígido, mas recompensava os filhos com doces constantemente.

Paris Jackson chegou a lembrar de uma ocasião particularmente doce entre ela e o pai.

“Teve uma vez que estávamos na cobertura do Luxor em Las Vegas, vendo todas as luzes da cidade. Estávamos comendo Snickers e bebendo refrigerante”.

Um momento simples, mas que ajuda a desmistificar essa persona aparentemente inalcançável do Rei do Pop.

Encontro inusitado

Rashida Jones, de The Office e Parks and Recreation, revelou que teve encontros inusitados com celebridades enquanto crescia. Um desses estranhos encontros envolveu ninguém menos que Michael Jackson.

Filha do lendário produtor musical Quincy Jones, a estrela de The Office revelou que chegou a conhecer celebridades como a família Sinatra, o já citado Michael Jackson, dentre outros, quando ainda era jovem.

“Acho que, por ter crescido nos anos 1970 e 1980, provavelmente resolveu vários problemas que você imaginaria ter na cabeça, porque não havia redes sociais, não havia tecnologia desse tipo basicamente, exceto por telefones e betamax”, disse Rashida Jones.

“Eu definitivamente sabia que, sabe, as pessoas ao meu redor eram amadas mundialmente, mas não sabia ao certo, porque não existia Internet”, continuou.

A atriz de The Office falou sobre as visitas de Michael Jackson a seu pai, com quem trabalhou ao longo da carreira. Ela chegou a dizer que estava presente na gravação do álbum Thriller.

“Ele era um garoto quando meu pai começou a trabalhar com ele, então ele estava feliz em só passar o tempo conosco. As vezes ele trazia sua jiboia-constritora, seu chimpanzé. Não era, sabe, o amigo normal da família”.

Veja a participação de Rashida Jones no programa de Jimmy Kimmel, abaixo.