Willow Smith contou sobre um dia particularmente estressante em sua vida: quando votou pela primeira vez. A filha de Will Smith sentiu-se “perdida” no dia.

A atriz e cantora apareceu junto de sua mãe, Jada Pinkett Smith em recente episódio do programa Red Table Talk, falando especificamente sobre a primeira experiência com votações.

“A primeira vez que eu votei foi facilmente o meu dia mais estressante”, disse Willow, hoje com 19 anos.


“Eu literalmente estava quase em lágrimas porque não entendia muitas coisas. Quem são essas pessoas? Qual o foco delas? Eu estava perdida. E eu realmente concordo que precisamos de boa educação sobre como votar, quem estará nas cédulas, exatamente o que eles representam, porque é muito, muito confuso”.

Tal problema, claro, não é exclusivo dos EUA. Mesmo no Brasil, muitos sequer sabem as funções de cada membro do governo, explicitando a falta que faz a educação política.

Afastamento com a família

Willow Smith recentemente abriu-se em relação a ter sentido um afastamento da comunidade negra norte-americana, em razão da forma como se expressa visualmente.

Durante o programa Red Table Talk, Willow revelou que tanto ela, quanto seu irmão, Jaden, sofreram esse afastamento.

“Em relação à comunidade afro americana, meio que senti que eu e Jaden fomos afastados um pouco”, disse a filha de Will Smith.

Os dois irmãos são conhecidos por se expressarem livremente, vivendo suas vidas da maneira como bem entendem. Por isso, Willow acredita que eles não foram aceitos por serem “muito diferentes”.

Esse relato da filha de Will Smith vem após Jada-Pinkett Smith revelar ter sido criticada quando Willow raspou a cabeça aos 11 anos. Ela chegou a pintar o cabelo de verde e, posteriormente, rosa, o que atraiu ainda mais críticas.

A atriz falou sobre como algumas pessoas da comunidade negra criam estereótipos, o que contribui para esse tipo de crítica.

“É algo que nós, como uma comunidade, precisamos aprender a deixar para trás. Sei que algumas pessoas pensam de tal forma: ‘É perigoso. Você não pode criar seus filhos desse jeito porque é perigoso'”, disse a atriz, referindo-se à atrair mais preconceito além do racismo já sofrido pela pessoa ser negra.