Keith Raniere, ex-líder da NXIVM, foi condenado a 120 anos de prisão. Por meio da seita sexual, da qual a atriz Allison Mack, a Chloe de Smallville, fez parte, Raniere realizou tráfico sexual e extorsão.

Conforme matéria de David K. Li, os promotores do caso pediram que o ex-líder da seita fosse condenado à prisão perpétua.

“Raniere recrutava pessoas para as organizações que fundou, supostamente para seu próprio benefício, e depois as explorava para obter poder, dinheiro ou sexo. A sentença imposta a Raniere deve refletir o dano imensurável que ele infligiu às suas vítimas”, declararam os promotores.


Allison Mack já foi presa anteriormente, em 2018, após ter declarado-se culpada de extorsão, trabalho escravo e conspiração. Ela alegou ter sido vítima de manipulação e lavagem cerebral por Keith Raniere.

Allison está em prisão domiciliar desde 2018, aguardando a sua pena.

Reação de vítimas

Algumas das vítimas de Raniere chegaram a prestar depoimentos durante o julgamento do ex-líder da seita e foram às redes comentar a sentença.

A atriz de Dynasty, Catherine Oxenberg, que passou anos tentando tirar sua filha India Oxenberg da NXIVM, agradeceu o promotor pela condenação.

“Obrigado por colocar esse predador atrás das grades”, escreveu no Twitter.

Em publicação separada, Oxenberg criticou Raniere, o chamando de sociopata.

“Somente um monstro tiraria os créditos de suas vítimas. Com remorso do que? Si mesmo? Típico sociopata”, escreveu após Raniere ter dito que estava “com profundo remorso”, mesmo defendendo sua inocência.