Quando uma celebridade tão importante como Michael Jackson morre, é normal que fãs encontrem em sua obra consolo e companheirismo com outros atingidos pelo luto. 

Michael Jackson, Tupac, Kurt Cobain, Elvis Presley… todos esses artistas ganharam muito dinheiro após suas trágicas e inesperadas mortes.

Mas afinal de contas, quem é o campeão dos lucros póstumos: O Rei do Rock ou o Rei do Pop?


Confira abaixo!

Batalha de Titãs 

Elvis Presley morreu em circunstâncias chocantes em 16 de agosto de 1977. Michael Jackson, por sua vez, faleceu em 25 de junho de 2009.

Os dois artistas se estabelecem como os maiores “atos póstumos” da indústria, gerando milhões de dólares em lucro para seus respectivos espólios. 

Elvis dominou a lista da Forbes por vários anos, conseguindo quase mais dinheiro na morte do que em vida.

No entanto, em 2009, um cantor muito especial chegou para alcançar o topo dessa categoria: Michael Jackson

O Rei do Pop se firmou como a celebridade morta mais lucrativa do mundo desde seu falecimento eu 2009.

Mesmo assim, Elvis continuou a fazer sucesso, figurando sempre entre o Top 3 da lista de celebridades mortas mais lucrativas.

Em 2019, Elvis faturou cerca de 39 milhões de dólares com vendas de discos, streaming e produtos licenciados. 

O valor, mesmo que considerável, padece em comparação aos rendimentos de Michael Jackson

No mesmo ano, o espólio do Rei do Pop faturou 60 milhões de dólares. Em 2018 o valor foi ainda mais impressionante: 400 milhões.