Tom Cruise certamente acumulou grande fortuna ao longo dos anos, estrelando inúmeras super-produções de Hollywood, incluindo a franquia Missão Impossível. O que muitos não sabem, contudo, é que ele gasta quantias absurdas com a Igreja da Cientologia.

Conforme matéria do Business Insider, Tom Cruise já gastou mais estimados de US$ 25 milhões para manter seu papel na Cientologia. Mas a matéria é de 2012, então esse valor somente cresceu desde então.

Em 2016, a atriz e ex-cientologista Leah Remini lançou sua série de TV Leah Remini: Scientology and the Aftermath e falou sobre os gastos obrigatórios na Igreja.


Segundo ela, não era incomum que as pessoas gastassem aproximadamente US$ 500 mil para subirem no escalão da Cientologia.

Considerando que Tom Cruise é a terceira figura mais importante dessa organização (atrás apenas do fundador L. Ron Hubbard, e David Miscavige), é seguro dizer que fortunas foram dadas à Igreja.

Em diferente reportagem do Business Insider, foi apontado que a Cientologia conta com sessões obrigatórias de terapia, que custam até US$ 800 por hora. Além disso, cursos obrigatórios custam até US$ 650 cada.

De fato, não é nada barato fazer parte da Cientologia, mas Tom Cruise parece realmente apreciar fazer parte dessa organização.

The Boys tirou sarro de Tom Cruise

Alerta de spoilers!

The Boys costuma parodiar o mundo dos quadrinhos e suas adaptações cinematográficas. A segunda temporada, contudo, tira sarro diretamente de Tom Cruise e da Igreja da Cientologia, algo que pode passar despercebido por alguns espectadores.

Essa crítica/ sátira acontece especificamente durante o desenvolvimento do arco do Profundo (Deep no áudio original).

Expulso dos Sete, o herói atinge o fundo do posso e é “resgatado” pela Igreja da Coletividade, que promete colocá-lo de volta no grupo de elite dos super-heróis.

Ele muda sua vida completamente, demonstrando uma faceta mais positiva, alegre, pregando coisas que parecem ser tiradas de livros de auto-ajuda. Isso tudo “ajudado” pelo líder espiritual Alastair Adana e seus representantes.

Em essência, a Coletividade é basicamente a Cientologia, só trocamos as celebridades do mundo real, como atores, atrizes, musicistas, por super-heróis no universo de The Boys.

Nesse cenário, o Profundo claramente representa Tom Cruise, o membro com mais visibilidade da Cientologia, que também conta com outras celebridades como Elisabeth Moss, de The Handmaid’s Tale (O Conto da Aia).

Assim como na vida real, a Coletividade simplesmente aproveita a fama dessas pessoas para lucrar em cima delas, ganhando poder através do dinheiro e de seus membros, que também parecem sofrer lavagem cerebral, como vemos nos membros da Cientologia.

Como tudo em The Boys, a crítica é contundente e não deixa de ser hilária. Claro, existem outras seitas do mesmo estilo em Hollywood, mas essa é a de maior destaque.

Ao contrário do lançamento total de oito episódios da primeira temporada em 2019, a segunda temporada de The Boys é lançada semanalmente, com o final da segunda temporada marcado para estrear em outubro.

The Boys está agora disponível no Amazon Prime Video.